Avaliação da educação: como garantir a qualidade pedagógica da escola

Uma boa qualidade pedagógica vem sendo cada vez mais valorizada e cobrada no século XXI. Afinal, a concorrência está se tornando cada vez maior e a obrigação de promover uma educação de qualidade, capaz de qualificar e formar o jovem enquanto cidadão, torna-se extremamente necessária.

Contudo, como saber se o seu ambiente escolar realmente tem o que é necessário para garantir esse tipo de aprendizado a seus alunos? Uma avaliação da educação talvez seja o melhor caminho para descobrir isso.

Quer saber como tornar seu método de ensino ainda mais completo e, assim, fazer a diferença no meio educacional? Confira no post a seguir 5 formas eficientes e práticas de garantir uma boa qualidade pedagógica a sua escola.

Promova uma direção integrada envolvendo toda a comunidade escolar

A educação se sustenta sob três pilares: direção escolar, orientação educacional e coordenação pedagógica. Cada um é realizado por pessoas diferentes com diversas funções e conhecimentos. Logo, pode-se concluir que uma boa estrutura escolar depende, diretamente, da qualidade do trabalho desses educadores.

Contudo, existe um detalhe fundamental nesse processo: se esses funcionários não trabalharem de forma integrada — entre si e com a comunidade escolar —, a direção se torna desorganizada. A resolução de um problema de forma isolada é completamente inefetiva. Afinal, a verdade é que, em um ambiente escolar, um setor precisa do outro para se sustentar.

Não adianta nada, por exemplo, cobrar mensalidades exorbitantes dos pais, ter uma tecnologia de ponta, investir muito em publicidade e oferecer um ensino fraco e pouco estruturado aos alunos.

Sendo assim, um dos caminhos é pensar em soluções de forma coletiva, integrando e incentivando toda a equipe escolar a trabalhar em conjunto e decidir os aspectos necessários para manter a escola funcionando bem estruturada.

Busque por uma plataforma de ensino de renome

Devido aos avanços tecnológicos atuais, não é de se espantar que os alunos criem novas demandas com relação à educação. São várias as formas de entretenimento que ganham a atenção deles. Logo, nos dias de hoje, sentar-se em uma carteira enquanto o professor explica a matéria é extremamente difícil de despertar o interesse do aluno. E o que dizer, então, daquele velho ritual de chegar em casa e resolver suas dúvidas e tarefas a partir de um livro? Coisa do passado, né?

Dessa forma, ao realizar uma avaliação da educação de sua escola, observe se ela dá oportunidade ao aluno de aprender por meio de métodos mais adequados a sua realidade. Caso a resposta seja negativa, não precisa se preocupar. Existem diversas plataformas de ensino que possibilitam essa prática.

Faça uma pesquisa aprofundada sobre os ambientes escolares que fornecem esse serviço e lembre-se de observar com cuidado o que cada uma delas tem a oferecer. Além disso, associe esses detalhes às necessidades dos seus alunos e corpo docente. A maioria dessas plataformas oferece conhecimento por meio de materiais didáticos complementares, games, simulados virtuais, aplicativos etc.

Assim, o aprendizado se torna muito mais prático, dinâmico e eficaz. Vale a pena investir nessa ideia. Além disso, é muito importante compreender que uma plataforma como essas vem para compor o sistema de ensino comum. Ela não é tecnológica, mas sim um plus, algo que compõe o aprendizado.

Foque no desenvolvimento das habilidades socioemocionais dos alunos

Engana-se quem pensa que a única função da escola é fornecer conhecimentos básicos aos alunos para que eles consigam sobreviver ao dia a dia. A verdade é que uma escola tem a obrigação de preparar seus alunos para a vida profissional e social, e fazê-los entender seus papéis enquanto cidadãos, assim como seus direitos e deveres.

É preciso, para isso, desenvolver as habilidades socioemocionais de seus alunos, aprimorando traços importantes como autoconhecimento, senso crítico, autoconfiança, empatia, disciplina e responsabilidade. Formar pessoas com esse tipo de conhecimento é tão importante quanto focar apenas em boas notas e resultados em vestibulares satisfatórios.

Esses detalhes podem ser desenvolvidos por meio de dinâmicas como debates, feiras culturais, trabalhos interdisciplinares, competições acadêmicas, grupos de estudos e materiais didáticos contextualizados.

Invista em um material didático contextualizado

Ao realizar a avaliação da educação de sua escola, lembre-se de pensar nas necessidades e realidades dos seus alunos. Como foi dito, a tecnologia, assim como a evolução do tempo de uma forma geral, nos força a repensar alguns métodos de ensino para conseguirmos captar a atenção dos alunos.

Um dos métodos mais eficazes para alcançar isso é investir em materiais didáticos contextualizados. Eles conseguem fazer uma ligação entre o conteúdo ensinado em sala de aula e a vivência do aluno. Os textos despertam a curiosidade do leitor e mostram referências do dia a dia para explicar como a matéria em questão se conecta com a realidade de cada um de nós.

O resultado são alunos mais curiosos, motivados e preparados para aplicarem seus conhecimentos no cotidiano e tirarem o maior proveito.

Use a tecnologia para motivar os alunos

Como já discutimos ao longo do post, a tecnologia pode ser uma forte aliada ao aprendizado. Afinal, ela faz parte de nossas vidas de forma significativa. Porém, na hora de pensar na estrutura de seu ensino, não basta aplicar esse recurso de forma isolada. Ou seja: não adianta construir uma plataforma incrível e ágil se ela não tem nada a ensinar.

Sendo assim, certifique-se de que os materiais modernos e personalizados contribuam para o aprendizado do aluno, e não para sua diversão e distração. Incentive o conhecimento por meio de jogos, lance um desafio que valha pontos extras em forma de aplicativos ou simulados. O importante é se aliar a essa nova alternativa, e não se tornar um refém dela.

Viu como pode ser simples realizar uma avaliação da educação de sua escola de forma objetiva e eficaz? O segredo é pensar sempre nos alunos e na escola como uma coisa só e entender que o processo educacional é mutável e, por isso, deve se adequar às novas tendências e comportamentos sociais.

Gostou de nossas dicas? Então deixe um comentário com suas observações e opiniões a respeito do tema!

Comments (2)

  1. Bom dia! Gostei muito das colocações e sugestões. Estou ainda em processo de conhecimento….

    1. Eleva Educação

      Olá Angela, boa tarde! Ficamos felizes que tenha gostado do artigo! Para conhecer ainda melhor as nossas soluções, continue acompanhando as novidades do blog 🙂 Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This