pais, aluno e professor na escola

A gestão escolar democrática é um método de administração que envolve toda comunidade acadêmica — pais, alunos, professores e gestores. Assim sendo, esse modelo pretende conduzir as instituições de ensino de modo transparente e igualitário, possibilitando a participação de todos na tomada de decisões.

Com a finalidade de fornecer uma qualidade maior do ensino ofertado pelas escolas, esse tipo de gestão tem papel fundamental na vida acadêmica dos alunos. Afinal de contas, a democratização da gestão escolar proporciona a organização de um planejamento escolar mais eficiente e imparcial.

Além disso, esse modo de gerenciar suscita a participação direta da sociedade na direção das tomadas de decisão da administração escolar. Com isso, os diretores recebem auxílio e a destinação dos recursos financeiros e investimentos de infraestrutura se tornam mais bem elaborados.

Ficou interessado? Neste post, vamos destacar a importância de uma gestão democrática aplicada dentro da escola e apresentar os benefícios dessa metodologia. Acompanhe!

Qual a importância dessa gestão para escola?

A ideia principal da gestão democrática é oferecer aos estudantes oportunidades de serem instruídos com qualidade e dar voz ativa dentro das instituições de ensino. Desse modo, a participação de todos os agentes responsáveis pela educação é fundamental para suprir as necessidades coletivas em relação ao ambiente escolar.

Em contrapartida, esse modelo de gestão valoriza a participação de todos os cidadãos que fazem parte da estrutura escolar. Desse modo, é possível tornar mais leve as responsabilidades dirigidas ao gestor que, no que concerne a ele, transfere competências a outros intendentes.

Por tudo isso, é possível alcançar com sucesso os objetivos da escola, pois, a ação em conjunto de todos os componentes proporciona uma evolução positiva de toda organização, resultando na predisposição de processos, como:

  • criar vínculos sólidos com a sociedade;
  • realizar projetos políticos pedagógicos atrativos;
  • construir relações humanizadas;
  • favorecer processos educativos significativos;
  • fomentar a determinação no cumprimento da missão das escolas;
  • respeitar e valorizar as opiniões alheias;
  • objetivar a real posição social da escola.

Como implantar uma gestão escolar democrática?

O papel do gestor é fundamental para se estabelecer uma gestão democrática escolar. Ele precisa compreender que uma administração popular requer a renovação de ideias e técnicas pedagógicas para que assim desenvolva integralmente as capacidades do aluno. Dessa maneira, ele deve estimular toda comunidade escolar para assumir seu papel na implantação de uma gestão colaborativa.

Nesse sentido, é essencial que todos os participantes do processo educativo consigam fazer com que sejam estruturados e definidos em conjunto todas as ações propostas de caráter educacional. Ademais, o gestor deve garantir a integração das ideias e possibilitar a utilização de meios e métodos que aprimorem a gestão.

Portanto, para que ela aconteça, é fundamental que cada participante entenda o seu papel em todo processo e reconheça suas responsabilidades na função de qualificar o ensino que é ofertado para a sociedade, tomando decisões efetivas para isso.

Conheça os benefícios desta gestão

Esse modelo de gestão aplica-se de uma forma distinta da tradicional, pois, envolve a participação de todos os setores da escola na tomada de decisões. Compartilhando as responsabilidades, é possível encontrar soluções criativas e efetivas para os problemas enfrentados pelas escolas. Dessa forma, apresentamos uma lista com alguns dos benefícios oferecidos. Confira!

Descentralização das decisões

Com a descentralização das decisões, os procedimentos administrativos apresentam mudanças características. Isso ocorre porque é necessária uma mudança de comportamento de toda estrutura que compõe a comunidade escolar. Assim sendo, o gestor assume o papel de favorecer um ambiente participativo, enquanto os demais trabalham em conjunto para buscar soluções e propor ideias inovadoras.

Além disso, o envolvimento de todas as partes permite uma proximidade maior com os fatos ocorridos no ambiente escolar e dispõe de agilidade na tomada de decisões importantes.

Participação nas deliberações

A participação direta e indireta da comunidade escolar produz bons resultados para a administração. Essa atuação efetiva é importante para que haja uma superação dos obstáculos, dificuldades e limitações encontradas durante a construção de uma escola efetiva na preparação acadêmica dos alunos. Portanto, a presença na organização administrativa, pedagógica e em todos os outros processos decisórios contribui positivamente para o crescimento da escola.

Transparência na gestão escolar

Outro aspecto muito relevante da gestão participativa se caracteriza pelo fato da gestão estar comprometida com a transparência das decisões tomadas. Nesse quesito, a prestação de contas é uma ferramenta muito importante para comprovação da utilização legítima dos recursos financeiros de modo responsável diante do poder público e da sociedade.

Esse princípio administrativo é uma obrigação legal que todo gestor precisa ter. No entanto, esta ação se conecta também à formação continuada dos alunos, pois, corrobora para a formação cidadã de todos os responsáveis pelo trabalho.

Educação de qualidade

A gestão interativa é um modelo para transformação da realidade da educação. Por isso, é necessário o comprometimento de todas as engrenagens que movem essa estrutura. Conhecer o processo educacional, incluindo os bastidores da sala de aula é fundamental para o progresso do ensino.

Portanto, a soma de todos os esforços para concluir o objetivo educacional das escolas resulta no crescimento profissional e democrático de toda comunidade escolar. Bem como no favorecimento da vida acadêmica dos alunos e profissionais da educação.

Aproximação da comunidade no ambiente escolar

A presença da família na vida escolar dos filhos é uma estratégia de extrema importância para que os estudantes se dediquem mais aos estudos. Os pais ativos estimulam o bom comportamento dos filhos em sala de aula favorecendo o engajamento dos estudantes. Além disso, o trabalho em conjunto com a formação do projeto político pedagógico é um meio seguro para que alunos e professores vençam os desafios em sala de aula.

Estudantes responsáveis

A participação efetiva dos alunos na gestão escolar democrática permite que eles desenvolvam características e habilidades de administração e organização. O papel dos discentes é fundamental na tomada de decisões, pois, eles vivenciam diretamente as rotinas escolares e reconhecem melhor as ações de melhoria. Portanto, esse senso de argumentação e responsabilidade é um método eficaz para a evolução do aprendizado, da consciência política e cidadania de cada um.

Gostou das informações que trouxemos neste post? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a ficarem por dentro do assunto!

Share This