Por que manter a tradição e fazer festa junina na escola?

Quem pode não amar o mês de junho? A transição entre outono e inverno torna o clima agradável e damos boas-vindas às festas que acontecem nesse período… Sim, estamos falando da festa junina! Como sabemos, comemoramos nessa época três dos mais importantes santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio.

Essa tradição, nascida em Portugal e adaptada para a cultura brasileira, é uma oportunidade incrível para festejar com a família. Afinal, é quando pais e filhos podem aproveitar um pouco dessa tradição católica e comemorarem, junto às escolas ou com outras pessoas, esse evento cheio de comidas deliciosas e muita dança.

Hoje, gostaríamos de falar um pouco sobre como essa ocasião pode ser importante para sua escola. Uma festa junina no ambiente escolar promove integração entre família e corpo docente, pais e filhos e, é claro, entre os alunos também. É um momento de comemoração em conjunto.

Então, venha conosco para saber todos os benefícios que essa celebração pode trazer a seus alunos e para o seu corpo docente, e se renda às cores e sabores de São João, São Pedro e Santo Antônio!

Afinal, o que se comemora em uma festa junina na escola?

Como explicamos, a Festa Junina é uma tradição católica trazida ao Brasil por Portugal no século XVI, quando nosso país ainda era uma colônia. Essa celebração tem como objetivo celebrar os dias de quatro santos católicos: Santo Antônio (13 de junho), São João (24 de junho), São Pedro e São Paulo (ambos em 29 de junho). Contudo, o único santo originalmente celebrado é São João.

Apesar de ter suas bases na religião, vale ressaltar que qualquer escola pode oferecer um evento como esses, desde que seja de sua vontade e da de seus alunos e familiares. Afinal, nessa época também se comemoram outras coisas que não o dia dos santos mencionados.

Esse festival passou a homenagear, também, a união conjugal, a época de colheitas, a chuva e a preparação de novas plantações, uma vez que muitos lugares do Brasil enfrentam secas de junho a setembro. Logo, esse período é usado para celebrar o amor, renovar as energias, limpar os terrenos, fertilizá-los e começar a plantação.

As festas acontecem de meados de junho até julho e, em algumas cidades, as festividades continuam até o final de agosto. Durante estas, os participantes podem se deliciar com muita comida típica brasileira, vestir-se como fazendeiros, desfrutar de fogueiras e dançar quadrilha. Para se ter ideia, a festa junina é, depois do Carnaval, a segunda celebração mais popular do país.

E o que mais acontece durante essa celebração?

Uma das melhores épocas para se divertir junto a outras pessoas é nesse período de festas juninas. Afinal, elas oferecem uma série de jogos e brincadeiras para todo tipo de público. Um dos mais famosos, remetendo à ideia de celebração do amor, é o correio elegante. Nele, uma pessoa envia, anonimamente, um cartão para quem ela quer cortejar.

Há também as “prisões”, onde as pessoas podem ser presas por um xerife a partir da denúncia de um dos participantes da festa. Quem é condenado deve ficar “atrás das grades” por um determinado período de tempo (normalmente 5 ou 10 minutos), ou pagar uma “fiança” para ser libertado.

Além disso, a maioria desses festivais costuma fazer Bingos e, não se preocupe, isso é permitido por lei. Também é possível fazer a famosa pesca de peixes de plástico falsos e, em troca, o pescador recebe pequenos brindes de acordo com o número que está escrito sob o peixe — que não pode ser visto até que este seja capturado.

E por que a festa junina é importante para a sua escola?

Veja, abaixo, os motivos:

Por causa da valorização das manifestações culturais

É natural que vários países peguem para si algumas comemorações que, à priori, não têm a ver com sua própria cultura. É o caso de festas como Halloween e St. Patrick’s Day. Porém, é importante lembrar que, em uma escola, precisa-se ensinar a história e tradições do próprio país.

Infelizmente, é natural encontrar pessoas que valorizam bastante o mês de outubro, em que elas podem se vestir de forma assustadora e comer muitos doces. Porém, a maioria nem conhece as peculiaridades do próprio país. É saber quem é o Cabeça de Abóbora (Jack O’ Lantern), por exemplo, e desconhecer a história do Saci Pererê.

Por isso, uma festa junina na escola usa um dos melhores métodos para o aprendizado sobre o próprio país, que é a diversão.

Em função do incentivo a uma preparação conjunta da festa

Normalmente, os estudantes são incentivados a produzir os enfeites da festa enquanto ensaiam a quadrilha e aprendem mais sobre ela. Nesse processo, eles aprendem a desenvolver uma interação com seus colegas e superiores fora do ambiente da sala de aula, podendo criar laços de intimidade e confiança.

Além disso, é uma ótima oportunidade para que os pais dessas crianças também sejam introduzidos nesse banho de regionalidade! Existem grupos que ajudam a escola a organizar o evento e, no dia da festa, contribuem participando de barraquinhas, oferecendo algum tipo de comida típica, cuidando de gincanas e detalhes mais burocráticos etc. É uma excelente forma de fazer com que eles entrem em contato com o corpo docente e se tornem cada vez mais próximos.

Porque integra a comunidade acadêmica (famílias, alunos e professores)

Essas festas costumam integrar bastante a comunidade acadêmica. Os estudantes têm a oportunidade de conhecer as famílias de seus amigos e, claro, de entrosar com crianças de outras séries e reforçar seus círculos sociais. E esse fato acontece desde os ensaios e organização do evento até o dia da festa em si, ainda mais quando as gincanas e atividades incentivam a interação entre estudantes que não são da mesma turma.

Além disso, os pais podem conhecer ainda mais os professores atuais de seus filhos e, por que não, os futuros também, sem precisar, necessariamente, discutir sobre assuntos que tenham a ver com aprendizado. Afinal, estamos falando de uma festa! Então nada melhor que criar vínculo com as pessoas que estão educando os seus filhos!

Viu como fazer festa junina na escola é uma excelente opção? Ao mesmo tempo que ela serve para ensinar aos alunos, pais e professores sobre a cultura do país, é possível fazer com que estes se divirtam e interajam bastante, unindo ainda mais a comunidade escolar!

E você, gosta desse tipo de celebração e não abre mão? Que tal contar quais são suas ideias para a festa junina deste ano para que, juntos, possamos trocar várias dicas e inspirações?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This