6 estratégias de comunicação que podem ajudar os seus alunos!

6 estratégias de comunicação que podem ajudar os seus alunos!
6 minutos para ler

As crianças e adolescentes passam boa parte do seu tempo na escola e em contato direto com os educadores, que representam a figura responsável por transmitir conhecimento e manter a autoridade em sala de aula. Nesse contexto, a comunicação entre professor e aluno é uma questão de suma importância para manter um relacionamento saudável e produtivo.

A forma como o docente se comunica com os seus estudantes faz toda a diferença, pois qualquer ruído pode desencadear interpretações equivocadas e desmotivação, além de prejudicar o desempenho e aprendizado do aluno. Por isso, é necessário que o professor conheça técnicas inteligentes para se conectar com a turma.

Neste post, vamos trazer 6 estratégias de comunicação para melhorar a interação com os discentes. Confira!

1. Varie as formas de interação com os alunos

Na sala de aula, é altamente recomendado que o educador varie as formas de dialogar com os alunos, o que contribui para mantê-los entretidos e focados na aula. Para explicar um conteúdo novo, por exemplo, ele pode estimular os estudantes a contribuir com o que já sabem sobre o assunto, o que faz com que conhecimento seja construído coletivamente.

Em tempos de pandemia, em que a maioria das escolas adotou o ensino remoto, o professor deve deixar claras as formas de entrega e utilizar recursos mais descontraídos e que tornam a aula menos monótona. Se na primeira pergunta o professor solicitou a resposta pelo microfone, na outra, ele pode pedir para escrevam no chat e, na seguinte, para colocarem um emoji ou para mudar a foto de perfil para o seu personagem favorito quando terminarem a tarefa.

2. Fale a linguagem do aluno

A melhor forma de se fazer entender pelos estudantes é falando a linguagem deles. Apesar de essa ser uma dica simples, muitos educadores ainda pecam por utilizar um discurso carregado de expressões ou de exemplos que não se encaixam no cotidiano dos discentes, o que abre espaço para mal-entendidos e demais ruídos de comunicação.

Diante disso, é essencial que você adeque o seu discurso à realidade da criança ou adolescente, dando preferência para recursos de linguagem que estejam de acordo com a faixa etária e série deles. Também é indicado usar termos próprios da matéria, desde que sejam previamente explicados, para que a turma vá se familiarizando com eles e amplie o seu repertório léxico a cada aula.

3. Proponha desafios para tirar dúvidas

O ideal é que o professor não pergunte “e então, dúvidas?” no final da explicação, pois isso pode fazer com que os alunos fiquem inibidos e não façam nenhum questionamento, mesmo que não tenham compreendido algum detalhe sobre o conteúdo.

Esse hábito pode ser substituído pela criação de desafios, o docente pode fazer uma pergunta aberta e determinar um tempo para que todos da sala pensem na resposta. Após o período estabelecido, o professor chama um aluno para responder a questão. Caso algo não esteja correto, abre-se uma oportunidade para falar mais sobre o tema.

Assim, os alunos ficam cientes de que também são responsáveis pelo seu processo de aprendizagem. Sem falar que a estratégia também contribui para que os colegas aprendam uns com os outros.

6 estratégias de comunicação que podem ajudar os seus alunos!

4. Use apoio visual

Uma aula em que o professor fica longos minutos falando pode acabar dispersando a atenção do aluno. Com base nisso, é preciso usar e abusar dos recursos visuais, tanto para ilustrar o que está sendo explicado quanto para pontuar e guiar os estudantes pelos principais pontos do conteúdo.

Ter a pergunta de reflexão em um slide ajuda o aluno que não prestou atenção durante a sua fala a conseguir se localizar no assunto e contribuir de qualquer jeito, por exemplo. Dessa maneira, os estudantes tendem a focar mais na exposição do professor e participar da aula.

5. Cheque a compreensão da turma sempre

Por vergonha ou timidez, muitas vezes, o aluno deixa de tirar uma dúvida. Para que isso não aconteça, é preciso que o professor esteja sempre checando se os estudantes entenderam o conteúdo, inclusive, o passo a passo das atividades propostas.

Em vez de falar “dúvidas? Não? Então, vamos lá fazer!’’, peça para os alunos explicarem quais são os passos da tarefa. Exemplos:

  • “Bernardo, qual é a primeira coisa que você precisa fazer nessa tarefa? Responder a primeira pergunta?”
  • “Cecília, tem algo que você precisa fazer antes disso. O que é?”
  • “Fazer a cópia do documento e colocar no drive?” “Isso!”

6. Dê liberdade e autonomia aos estudantes

Estabelecer um laço de confiança com a turma é crucial para que as duas partes se comuniquem com mais facilidade. Ao propor a realização de um trabalho, procure dar um voto de confiança aos alunos, deixando claro que, se todos cooperarem, se houver ajuda e respeito mútuo, as coisas vão fluir melhor, sem que você tenha que dar broncas ou sermões, o que traz desgastes para ambos.

Portanto, evidencie que você confia nos seus estudantes, reforçando que todos têm capacidade, qualidades e competências que podem e devem ser exploradas, mas que isso só se torna possível a partir da colaboração coletiva. Quando a turma enxerga o professor como uma figura confiável, ela tem mais autonomia e liberdade para se expressar, bem como para se dedicar às atividades passadas.

Antes de adotar técnicas para se conectar com os discentes, é essencial que o educador saiba identificar se o seu relacionamento com a turma está sendo eficaz ou não. Para isso, é necessário observar o desempenho da turma nas avaliações e no dia a dia dentro da sala de aula, se conseguem interpretar facilmente as informações transmitidas ou demonstram dificuldades.

Ao descobrir onde está o problema, será mais fácil entender a razão pela qual ele está acontecendo e como resolvê-lo. A comunicação entre professor e aluno é a base para um ensino de qualidade e eficiente, quanto mais você cuidar desse laço, melhor vai ser a sua performance enquanto educador e, consequentemente, melhores serão os resultados e a formação da criança e adolescente.

O modo de comunicar com a turma gera muitas dúvidas nos professores. Se você quer saber mais sobre o assunto, acompanhe o programa Café com Prof, no YouTube, que retrata a vivência em sala de aula.

 

6 estratégias de comunicação que podem ajudar os seus alunos!