10 vantagens das atividades extracurriculares para os alunos

vantagens das atividades extracurriculares
12 minutos para ler

Todas as crianças e adolescentes que ingressam em escolas no Brasil devem ser alfabetizados e ensinados segundo a base nacional comum curricular. No entanto, nem sempre esse ensino é suficiente para suprir todas as possíveis lacunas do desenvolvimento pessoal. Dessa forma, é muito importante pensar sobre os tipos de atividades que podem ser oferecidos pelo colégio.

É essencial fazer com que o aluno se sinta incluído e, de fato, faça parte do processo de aprendizagem. Para isso, implementar e incentivar atividades extracurriculares na sua instituição de ensino se mostra como uma forma muito útil de promover a melhora da formação de um indivíduo social.

Essas atividades para além do currículo convencional fazem com que o aluno desenvolva seu perfil emocional, psicológico e o comportamento físico, podendo, ainda, influenciar positivamente no desempenho dos estudantes dentro das salas de aula.

Quer saber mais? Neste texto, vamos ajudar você a pensar sobre quais os benefícios de colocar essas ações em prática e entender como implementar algumas delas na escola. Continue a leitura e conheça as vantagens das atividades extracurriculares para o desenvolvimento dos alunos!

10 vantagens das atividades extracurriculares para os alunos

1. Ajuda a encontrar aptidões

É muito comum que crianças e jovens tenham algumas ideias preconcebidas acerca do futuro, dos seus sonhos e das suas aspirações. Porém, existem alguns poucos que têm clareza suficiente para saber com certeza o que querem ser e fazer a longo prazo.

Uma escola que promove o desenvolvimento acadêmico — por meio de atividades extracurriculares — oferece uma possibilidade extra aos alunos que ainda estão indecisos em relação ao futuro e precisam de um direcionamento para encontrar suas aptidões e definir seus planos de vida.

2. Ensina sobre gestão do tempo

Em um contexto no qual o aluno tem do mais que a escola em sua lista de atividades, ele deve começar a trabalhar para controlar seu tempo e se organizar de forma a poder desenvolver todas as atividades desejadas. Nesse sentido, a implementação de atividades extracurriculares também conta como um grande auxílio para o estudante.

3. Forma cidadãos melhores

Atividades extracurriculares são situações em que o estudante tem de estar constantemente aperfeiçoando suas capacidades físicas e intelectuais. Escolhendo uma atividade relacionada aos esportes ou às artes, de qualquer maneira, ele contribuirá para a manutenção e aprimoramento da sociedade em que vive ao aplicar o que aprender nas atividades extracurriculares em seu dia a dia.

Além disso, durante as atividades extracurriculares os alunos podem ter contato com outros colegas e formarem novas amizades. Essa interação com crianças e adolescentes de diversos grupos ajuda a formar cidadãos mais tolerantes, comunicativos e abertos às opiniões e visões de mundo bastante diferentes.

4. Melhora o rendimento na escola

As atividades extracurriculares se tornam mais interessantes para o aluno uma vez que ele pode optar por aquelas que mais lhe agradam — o que não acontece com as disciplinas convencionais. Sendo assim, a atividade extra estimula o aluno a se dedicar mais aos estudos e, com isso, o rendimento escolar é melhorado.

Dependendo da atividade extracurricular, inclusive, o aluno passa a enxergar como os assuntos vistos em sala de aula são importantes para a aplicabilidade no mundo real. Ainda, existem os projetos multidisciplinares, que devem incentivar o estudo de matérias correlatas simultaneamente.

5. Ensina sobre regras e disciplina

As atividades extracurriculares auxiliam também no aperfeiçoamento de alguns pontos já abordados em sala de aula. Em um ensino de qualidade o aluno deve ter o contato com normas e comportamentos que fazem parte da rotina da nossa sociedade, assim como as que dão sentido às instituições e manifestações simbólicas que vivenciamos todos os dias.

Dessa forma, o estudante adquire um reforço dos saberes úteis para a vida ou aqueles conhecimentos que ele usará também fora dos limites físicos da escola, como a divisão de responsabilidades e o trabalho em equipe.

6. Auxilia no controle das emoções

Nessas atividades que ocorrem fora do período de aula, os alunos também podem aprender a controlar os impulsos gerados pelos seus sentimentos ou emoções — como raiva, desapontamento, frustração, ansiedade entre outras que são representativas da época atual. Ao aprender a controlar suas emoções, consequentemente, os alunos também passam a controlar suas reações e canalizar esses sentimentos para ações benéficas.

7. Permite o aprendizado de novas competências

Quando somos mais novos, muitas vezes deixamos de praticar alguma atividade pelo simples fato de ser algo desconhecido. Afinal, a desconfiança costuma ser uma barreira muito comum na infância e as salas de aula podem acabar inibindo os estudantes de saírem da sua zona de conforto.

Ao incentivar a prática de atividades extracurriculares na sua instituição de ensino, você proporciona aos alunos uma chance maior de aprender e desenvolver novas competências e habilidades. O estudante não precisa se tornar um especialista em alguma dessas atividades, mas apenas o fato de ter o contato com áreas distintas gera diversos benefícios, seja para a sua saúde física ou o aprendizado de novos conhecimentos.

8. Promove a saúde física dos estudantes

Nem todas as atividades extracurriculares precisam ser físicas, porém, incentivar a prática de esportes se torna, cada vez mais, fundamental. Dados da Federação Mundial de Obesidade alertam que, em 2025, o Brasil terá em média 11,3 milhões de crianças obesas. Por isso, se preocupar desde cedo com a saúde física das crianças e dos adolescentes também é muito importante.

Tornar a prática de atividades físicas uma situação comum dentro da instituição de ensino é uma forma de motivar mais estudantes a se exercitarem. Afinal, a qualidade da saúde não depende apenas disso, uma vez que o acompanhamento da alimentação também tem grande relevância no combate da obesidade infantil.

9. Estimula o trabalho em equipe

Por mais que os professores invistam em trabalhos e avaliações em grupo dentro das salas de aula, a melhor forma de estimular o trabalho em equipe é por meio de atividades extracurriculares. Seja praticando algum esporte, participando da aula de teatro ou fazendo parte do coral da escola, todas essas opções favorecem a coletividade.

Dividir responsabilidades, compartilhar dúvidas ou mesmo o sucesso após uma atividade bem realizada. Tudo isso é fundamental para que os estudantes estimulem essa parceria entre eles e fortaleçam a ideia de que compartilham um mesmo objetivo: ter um bom desempenho.

10. Cria um senso de responsabilidade

Ao estimular o trabalho em equipe entre os alunos, outra vantagem pode ser identificada: o senso de responsabilidade. Afinal, ao incentivar que os estudantes compartilhem uma mesma atividade, consequentemente, eles estarão em busca de um objetivo em comum. Dessa forma, eles começam a entender que as suas ações impactam diretamente na performance dos outros.

Caso um estudante não tenha ensaiado corretamente para a peça de teatro, por exemplo, essa ação vai influenciar no trabalho de todos os seus colegas. Essa é uma maneira de mostrar aos estudantes que suas ações podem causar a reação de outras pessoas e que, por isso, é preciso desenvolver um senso de responsabilidade emocional para cumprir as suas atribuições.

Confira, a seguir, algumas sugestões de atividades extracurriculares para trabalhar com os alunos!

Esportes

O esporte é a primeira opção quando se pensa em atividades extracurriculares. E não é à toa, afinal, são inúmeros benefícios para quem pratica desde cedo. Além disso, ele impacta diretamente na saúde dos estudantes e é uma forma simples e eficiente de combater problemas como a ansiedade, por exemplo.

Também pode ser por meio do esporte que o estudante encontre ou desenvolva uma nova paixão, habilidade, conhecimento e descubra o que ele deseja como profissão, por exemplo. Além disso, esse tipo de atividade promove o trabalho em equipe e o senso de responsabilidade.

Artes

Danças, artesanato, jogos e gincanas estudantis, assim como pintura, desenho e laboratórios de escrita podem ajudar a desenvolver a imaginação e a criatividade do aluno. Do mesmo modo, participar de uma peça de teatro no colégio também pode ser uma experiência enriquecedora para os estudantes. Afinal, dividir responsabilidades, trabalhar a coletividade e fortalecer a autoconfiança são alguns dos benefícios de incentivar essas atividades dentro da escola.

Cursos de idiomas

Aprender um novo idioma é uma forma de desenvolver o conhecimento do estudante na infância e, por que não, pensar no seu futuro profissional. Afinal, o mercado está cada vez mais exigente, buscando por profissionais completos e preparados.

Aprender outros idiomas ainda quando criança é uma grande vantagem, pois nessa fase da vida, o conhecimento é absorvido de forma rápida e eficaz. Um estudo do Boston College, nos Estados Unidos, confirma essa teoria e fortalece a percepção de que, quanto antes se começa a ter contato com outras línguas, melhor é o aprendizado.

Cursos tecnológicos

A presença da tecnologia é cada vez mais forte dentro da nossa sociedade, seja no momento de lazer, estudo ou trabalho. Por isso, quanto mais cedo os estudantes começarem a se relacionar com ferramentas e assuntos que remetem às inovações e tendências tecnológicas, melhor será o aprendizado.

Além disso, da mesma forma que um jovem pode descobrir a paixão por um esporte, é possível perceber novas competências ao participar de cursos tecnológicos. O mercado de trabalho também está cada vez mais aberto a esse tipo de conhecimento, o que pode ser outro fator positivo para o futuro do aluno.

Passeios e viagens

Além de serem opções de diversão, passeios e viagens podem ser educativos. Um exemplo é a viagem ou passeio para sítios históricos e arqueológicos, a fim de mostrar, de modo palpável, o trabalho de determinados profissionais e pesquisadores.

Essa forma de atividade extracurricular também é importante para agregar valor aos conhecimentos ensinados em sala de aula, por exemplo. É possível que ma aula de História se torne muito mais atraente e cause maior engajamento por parte dos estudantes com uma visita a um museu ou exposição.

Cursos e grupos de estudo

Quando os alunos estudam em grupos, eles estão exercitando as habilidades de fala e escuta, assim como as de debater temas importantes e aprender o valor do trabalho em grupo. Nesse macrocosmo do grupo de estudo, o aluno aprende a viver em sociedade, respeitando opiniões diferentes e aprendendo a melhor forma de expor a sua.

Eventos multidisciplinares

Muitas escolas já implementaram o sistema de ensino multidisciplinar. Afinal, esse método permite interligar várias áreas do saber e auxilia o aluno a compreender que o conhecimento faz mais sentido quando é interligado aos aspectos mais práticos da vida, devido à conexão existente entre as áreas de conhecimento.

Ao conseguir relacionar disciplinas diferentes, o aprendizado pode ser muito mais enriquecedor. Abordar determinado assunto sob diferentes perspectivas, mostrando a importância de um fato para a História e também para a Biologia, por exemplo, ajuda a melhorar a participação em sala de aula.

Oficinas e debates

Essas duas opções ajudam crianças e adolescentes a exporem, na prática, o que aprenderam nas matérias teóricas. Isso porque os debates sempre foram possibilidades de organizar o próprio pensamento e expô-lo aos demais, criando meios e estratégias de se fazer compreender por um grupo, por exemplo.

Além disso, incentivar a participação de alunos em grupos de debate é uma forma de aproximá-los da realidade em que vivemos. Ou seja, trabalhar dentro do ambiente escolar, temas que impactam a nossa sociedade, garantindo que os estudantes entendam a importância de atentar aos assuntos mais debatidos em jornais e noticiários, por exemplo.

Formação cidadã

A escola também possui uma função social e tem grande influência no preparo do indivíduo para o chamado mundo real. Ou seja, outro papel da instituição é mostrar às crianças e jovens como seus comportamentos e ações impactam na sociedade como um todo. Nesse caso, as aulas de formação cidadã podem ajudar o aluno a descobrir quais são seus direitos e deveres.

O espaço escolar precisa oferecer uma formação completa ao estudante, garantindo não só o aprendizado acadêmico, mas também o desenvolvimento da inteligência emocional e habilidades socioemocionais, por exemplo. Tudo isso para contribuir com a formação do estudante como cidadão.

As vantagens das atividades extracurriculares são inúmeras e, sobretudo, elas são úteis para que os alunos tenham em mente que o conhecimento adquirido na escola se emenda com aquele que é recebido em casa.

É cada vez mais nítida a importância de trabalhar, desde cedo, alguns conhecimentos que preparem o estudante para a vida profissional e adulta. Isso porque saber que não há uma cisão proeminente entre ambos os espaços, por exemplo, pode ajudar no processo de completude do indivíduo e auxiliá-lo na sua busca pelo lugar que lhe pertence na sociedade.

Agora que as vantagens das atividades extracurriculares estão claras e o impacto positivo que elas podem proporcionar aos estudantes são nítidos, que tal se aprofundar em outros temas importantes a respeito da educação? Para isso, é só assinar a nossa newsletter e você receberá conteúdos como esse em primeira mão!

10 vantagens das atividades extracurriculares para os alunos