Quais as diferenças entre aprendizagem mecânica e significativa, afinal?

Quais as diferenças entre aprendizagem mecânica e significativa, afinal?
6 minutos para ler

A aprendizagem mecânica e significativa são metodologias de ensino que apresentam aspectos diferenciados e significativos para o desenvolvimento dos alunos.

Com origens distintas, cada tipo de aprendizagem defende conceitos e apresenta considerações específicas. É importante conhecer ambos os formatos para elaborar e implementar métodos mais adequados para a realidade escolar.

Quer entender quais são as diferenças entre aprendizagem mecânica e significativa? Acompanhe a seguir!

Afinal, o que é aprendizagem mecânica e significativa?

A aprendizagem mecânica, também considerada memorística, é a que ocorre por meio do repasse de informações. Esse modelo de ensino está relacionado às metodologias mais tradicionais, que defendem que o professor é o único detentor do conhecimento e, por isso, não pode ser contrariado.

Já a aprendizagem significativa, ou relacional, surge em contraponto à mecânica, apresentando uma nova visão sobre o processo educativo. Nesse modelo, os saberes dos estudantes são considerados e utilizados como ponto de partida para o desenvolvimento e progressão dos estudos.

Com isso, a aprendizagem mecânica está diretamente relacionada a um modelo antigo e autoritário, que não aceita contribuições e nem mesmo sugestões dos educandos. Por outro lado, a aprendizagem significativa tem o intuito de estimular o pensamento crítico e a participação dos alunos, colocando-os como protagonistas no processo de ensino.

Entender essas diferenças é importante justamente para que a instituição escolar opte por uma metodologia mais alinhada com os objetivos dos novos estudantes. A geração atual exige abordagens diferenciadas e atrativas, que utilizem um ou mais recursos tecnológicos no cotidiano.

Com isso, os educadores podem elaborar aulas mais motivadoras e adequadas à realidade dos alunos. E a aprendizagem significativa tem sido priorizada, principalmente por oferecer ferramentas inovadoras e por estimular uma participação mais ativa dos educandos.

Quais são as principais diferenças entre os tipos de aprendizagem?

A aprendizagem mecânica e significativa apresentam diferenças significativas, que devem ser consideradas. Por um certo período, as pessoas conseguem reproduzir mecanicamente o que aprenderam, mas sem uma significação. Desse modo, o conhecimento pode ser perdido ou esquecido facilmente.

Hoje, já se considera que a aprendizagem mecânica e baseada na memorização dos conteúdos não atende aos objetivos do processo de ensino inclusivo e inovador. O que se espera é que os estudantes consigam dar significado ao que é estudado, sempre com o intuito de aprofundar os saberes adquiridos.

Acompanhe, a seguir, quais são as principais diferenças entre a aprendizagem mecânica e significativa e como as abordagens impactam a realidade educativa.

Vinculação aos conhecimentos

Na aprendizagem mecânica, os conhecimentos são aprendidos sem interação com outros conceitos. Ou seja, a bagagem dos estudantes não é considerada e há pouco desenvolvimento crítico acerca do que é apresentado em sala de aula.

Na aprendizagem significativa, ao contrário, os alunos passam a fazer parte da construção dos conhecimentos, tendo como base o que eles já aprenderam por meio das suas experiências pessoais. A vinculação dos conhecimentos, portanto, é completamente oposta em ambos os tipos de metodologias.

Métodos utilizados

Da mesma forma, os métodos utilizados são bastante diferenciados em cada tipo de aprendizagem. Na mecânica, os professores são detentores máximos do conhecimento e sua função é, justamente, transmitir as matérias com o objetivo de fazer com que os estudantes decorem o que está sendo repassado.

Já em um ensino mais significativo, os métodos são escolhidos de acordo com as necessidades da turma. Os educandos são os protagonistas de seu próprio desenvolvimento e atuam como agentes construtores do saber, auxiliando na implementação de abordagens mais adequadas à sua realidade.

Processo de aprendizado

Enquanto na aprendizagem mecânica os alunos são orientados a seguir currículos fixos e atividades pré-estabelecidas, na aprendizagem significativa eles têm a chance de opinar e indicar caminhos melhores para o processo de ensino.

Ao contrário do que se pode pensar, isso não quer dizer que as disciplinas obrigatórias não são trabalhadas em sala de aula. No entanto, o desenvolvimento acaba sendo aperfeiçoado, de modo a lidar com as dificuldades e demandas da turma. Isso é importante principalmente para atender as diferentes realidades e contextos dos estudantes.

Foco do ensino

O foco do ensino na aprendizagem mecânica é reproduzir conceitos e conhecimentos já determinados. Ou seja, os educandos devem reproduzir as informações que são repassadas, sem que haja autonomia na construção do saber.

Por outro lado, na aprendizagem significativa, o que mais importa são as experiências dos alunos e no que elas podem contribuir para atingir um novo patamar no ensino. Assim, a formação se torna mais ampla e inclusiva, levando em conta as especificidades de cada estudante.

Quais as diferenças entre aprendizagem mecânica e significativa, afinal?

Atividades trabalhadas

Em geral, as atividades na aprendizagem mecânica orientam os alunos a reproduzir e decorar as informações que são repassadas em sala de aula. Assim, o foco são avaliações e provas, que acabam prejudicando o desenvolvimento de muitos alunos.

Já a aprendizagem significativa prioriza muito mais as atividades multidisciplinares e interativas, que abordam diferentes tipos de conhecimentos. Esse aspecto enriquece a experiência e torna as aulas muito mais motivadoras e atrativas.

Conhecer os diferentes tipos de abordagens de ensino é essencial para as escolas que pensam em tornar a aprendizagem cada vez mais significativa. Uma ferramenta que tem feito toda a diferença nesse sentido é o material interativo da Eleva.

Com esse recurso didático, é possível transformar a educação e torná-la mais personalizada e atrativa. Por meio de jogos, videoaulas, entre outras ferramentas de organização dos estudos, a plataforma se torna adaptativa e funciona bem com diferentes ritmos de aprendizado.

Além de tudo, o material interativo é benéfico tanto para os estudantes quanto para os professores, que têm acesso a recursos essenciais para o planejamento e à organização das turmas. Ele ainda conta com tecnologias de ensino inovadoras e que priorizam a autonomia para toda a comunidade escolar.

Conhecendo as diferenças entre a aprendizagem mecânica e significativa, os diretores e coordenadores das escolas podem definir abordagens mais adequadas à realidade dos alunos. Tenha em mente que o material interativo é uma ferramenta que auxilia no cotidiano educativo, trazendo uma série de benefícios e facilidades.

Gostou do conteúdo? Entenda agora mesmo como a tecnologia da Eleva pode auxiliar os processos da sua instituição de ensino!