Arte na educação: por que é tão importante e como incluir atividades artísticas nas aulas?

arte na educação
6 minutos para ler

A Arte na educação é uma estratégia que contribui significativamente para a formação de crianças e jovens. É por meio dela que os alunos conhecem mais sobre a história da cultura e de suas origens, e sobre as sensações e expressões que as obras artísticas despertam nas pessoas.

No campo educativo, a Arte é considerada um objeto de estudo aprofundado, e não somente uma atividade complementar nas escolas. Ela deve ser trabalhada com os discentes para estimular a criatividade, o senso crítico e a capacidade de interpretação, funcionando como uma ferramenta interdisciplinar que aborda outras disciplinas, como Literatura, Matemática e História.

Acompanhe a seguir e entenda por que a Arte na educação é tão importante para a formação escolar e como inclui-la no currículo pedagógico. Boa leitura!

A educação artística no Brasil

O ensino de Arte no Brasil passou por inúmeras mudanças desde sua inserção no currículo escolar oficial, implementado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Nas últimas décadas, a Arte passou a ser cada vez mais disseminada no meio educativo, contando com materiais de apoio pedagógico e vivências escolares fundamentais para a formação socioemocional e cidadã de crianças e adolescentes.

No entanto, no início do processo de inserção da educação artística nas escolas, a Arte não era considerada uma disciplina. Isso acabou impedindo muitos alunos de aprofundarem o senso artístico e estético, que são, atualmente, habilidades essenciais para a formação.

Com a criação de cursos de Licenciatura em Artes, diversos profissionais foram preparados para dominar as diferentes linguagens desse campo do saber. A partir da inclusão da educação artística nas escolas, o ensino da disciplina passou a desenvolver uma série de capacidades importantes nos estudantes, como criatividade, pensamento crítico e inteligência emocional.

Hoje em dia, o conhecimento artístico é considerado essencial para a formação escolar. O professor, nesse caso, deve optar por uma abordagem que relacione os diferentes saberes da Arte com a realidade e o nível de ensino de crianças e jovens, tornando o processo de ensino-aprendizagem amplo em relação ao repertório cultural, cognitivo e visual dos discentes.

A importância de incluir atividades artísticas nas aulas

Atualmente, o ensino de Arte é baseado em diversos estudos que estruturam o currículo educativo, estabelecendo diretrizes básicas que orientam a prática pedagógica em todo o país. A formação na disciplina foi definida para atender à diversidade regional, cultura e política existente no país, criando condições para que os alunos tenham acesso ao conhecimento e ao exercício da cidadania.

O campo de saber da Arte é dividido em quatro linguagens: Artes Visuais, Dança, Música e Teatro. Cada linguagem artística propõe objetivos gerais, conteúdos e critérios de avaliação para dar continuidade aos ciclos anteriores já estudados anteriormente pelos discentes.

A Arte na educação desperta a capacidade de criação e auxilia os estudantes a expressarem sentimentos, interagindo de maneira a trabalhar a inserção social de forma ampla nas instituições escolares. Assim, a disciplina vai muito além da recreação e do lazer, fazendo parte do processo natural de desenvolvimento cognitivo e motor de crianças e jovens.

Veja, a seguir, outras contribuições que o ensino de Arte oferece para os diferentes níveis de ensino.

Adquirir novas habilidades

Por meio da Arte, os alunos desenvolvem a cognição e adquirem novas habilidades. As atividades artísticas funcionam como estímulos e facilitadores da aprendizagem, tanto dentro quanto fora da sala de aula. A disciplina ainda permite que os discentes aprendam por associações, ou seja, conectando conceitos, referências e conhecimentos já absorvidos nas séries anteriores.

Enxergar diferentes perspectivas e sensações

A Arte também permite que os estudantes enxerguem diferentes perspectivas e sensações a respeito de um mesmo assunto. Geralmente, as atividades artísticas estão relacionadas ao pensamento e à adoção de uma postura crítica em relação à sociedade. Além disso, as crianças e jovens têm oportunidade de observar o processo criativo, questionar e analisar de forma racional e inteligente as produções de Arte de distintas épocas e culturas.

Trabalhar a criatividade

A criatividade é uma capacidade humana que pode ser aperfeiçoada por meio do ensino de Arte nas escolas. As atividades permitem que os discentes pensem fora da caixa e criem alternativas para a solução de um problema, auxiliando os alunos a pensarem e se desenvolverem. Para isso, os estudantes devem ser incentivados desde cedo a expressar ideias diferentes e a ter um pensamento livre, e o ensino de Arte tem justamente esse objetivo.

Exercitar as emoções

É também por meio da Arte que o aluno começa a expor e exercitar suas emoções para o mundo ao seu redor, trabalhando questões sobre o seu estado emocional de maneira mais elaborada. Nesse processo, estão envolvidos a inteligência e o raciocínio afetivo e emocional, que são essenciais para o bom desenvolvimento do currículo escolar.

Implementando a arte na educação

A educação artística oferece aos estudantes uma compreensão geral da aplicação da disciplina, seus métodos, técnicas e propostas pedagógicas. Nesse sentido, as crianças e jovens podem se desenvolver não apenas cognitivamente, mas também social e emocionalmente. Por isso, a Arte deve ser trabalhada em sala de aula da melhor maneira possível e de acordo com as diretrizes oficiais de educação.

Atualmente, o conhecimento está baseado em uma metodologia triangular: fazer artístico, História da Arte e leitura de obras. Com isso, é possível explorar as diferentes formas de expressão, analisar as obras e fazer associações com a história por meio de um estudo reflexivo.

Integrar a Arte a outras disciplinas também é interessante para aumentar a motivação e o desempenho escolar dos discentes. A formação, nesse sentido, passa a ser um instrumento que impulsiona o autoconhecimento, a comunicação das emoções, do inconsciente e, também, o entendimento de que existem diferentes perspectivas e pontos de vista sobre o mundo e a cidadania.

Trabalhar a arte na educação é fundamental para a formação de crianças e jovens. Para que as atividades artísticas ocorram da melhor forma, a escola deve deixar claro para os pais dos alunos qual a importância da disciplina para o processo de ensino-aprendizagem. Até porque é por meio da arte que os discentes conseguem enxergar o mundo de maneira crítica, aprimorando a linguagem e a inteligência emocional.

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita e compartilhe o post nas redes sociais para que mais pessoas entendam a importância da Arte na educação!

Arte na educação: por que é tão importante e como incluir atividades artísticas nas aulas?Powered by Rock Convert