atividades extracurriculares

As atividades extracurriculares são parte importante da formação dos alunos, independentemente de sua faixa etária e do período escolar em que se encontram. Afinal, por meio delas é possível relacionar os conteúdos aprendidos em sala de aula de forma diferenciada dos modos tradicionais, além de promover a integração entre os colegas de sala e os educadores.

No entanto, como organizar essas iniciativas de forma eficiente para garantir que a programação saia de acordo com o planejado e atinja os objetivos pensados em conjunto pela direção, pela coordenação pedagógica e pelos professores?

Para ajudar a responder a essa questão, preparamos esse post com algumas dicas essenciais para que você possa promover com sucesso as atividades extracurriculares em sua escola. Confira!

Defina o objetivo da atividade e como ela se relaciona com a disciplina

Antes de propor uma atividade extracurricular, é importante compreender de que forma ela vai contribuir com a formação dos alunos.

Ela deverá funcionar apenas como um reforço aos conteúdos aprendidos, deverá ser uma ferramenta para desenvolver novas habilidades socioemocionais, terá o objetivo de promover a integração entre os estudantes de uma forma mais lúdica ou deve contemplar todas essas propostas ao mesmo tempo?

Refletir sobre essas questões antes de colocar qualquer projeto em prática é o primeiro passo, inclusive, para conseguir definir quais serão as atividades propostas, em quais classes elas serão aplicadas e se há a necessidade de adaptá-las de acordo com as faixas etárias dos estudantes.

Além disso, é interessante que os projetos idealizados estejam alinhados com os conteúdos abordados nas disciplinas, como é possível perceber nos exemplos que citaremos a seguir:

  • se os alunos estão aprendendo conteúdos sobre os planetas e o sistema solar na aula de Ciências, a escola pode levá-los para uma excursão ao planetário da cidade;
  • de acordo como a matéria estudada na aula de História, a instituição de ensino pode propor uma visita a algum museu da cidade ou de municípios próximos;
  • olimpíadas de matemática e feiras de ciências ajudam os estudantes a se engajarem em projetos ligados a diferentes matérias aprendidas durante as aulas;
  • a organização de eventos como saraus ou apresentações musicais também são boas formas de incentivar o estudo de disciplinas como Literatura ou Inglês.

Defina o que será preciso para colocar a atividade extracurricular em prática

Uma vez que a atividade extracurricular foi definida, é hora de pensar nos aspectos práticos para tirar os planos do papel. Para facilitar o entendimento dessa etapa, listamos algumas iniciativas que a instituição de ensino pode propor e os fatores necessários para que elas aconteçam. Veja a seguir.

Excursões e viagens

Se a atividade proposta incluir uma viagem, é importante ter em mente algumas questões, como: a duração do passeio, assim como a distância da escola até o local pensado.

A partir daí, é possível definir se haverá a necessidade de hospedagem — caso não seja possível cumprir todo o cronograma proposto em um único dia — e fretar um ônibus que transporte os alunos, professores e coordenadores com tranquilidade e segurança durante todo o trajeto.

Peças de teatro

A sua escola tem um grupo de teatro e na programação anual foram estipuladas uma ou mais datas para a apresentação de espetáculos? Então, é preciso organizar com atenção esse evento.

Se a instituição de ensino não tiver um anfiteatro, é preciso procurar com antecedência um local para a apresentação. Além disso, é importante que os alunos possam contar com a orientação de um professor responsável pela atividade e tenham à sua disposição o suporte necessário em questões como cenários, figurinos e a utilização de equipamentos de luz e som.

Grupos de estudo

Esta é uma das atividades mais comuns realizadas pela instituição de ensino. Porém, assim como as demais, exige organização e um trabalho integrado entre os professores de cada disciplina e a direção pedagógica para que a realização ocorra de forma satisfatória.

Para isso, é necessário que a escola eleja um educador responsável pelo andamento da atividade, disponibilize o material didático necessário, além de um espaço no qual os grupos possam se reunir.

Atividades esportivas

Geralmente coordenadas pelos professores de Educação Física, em conjunto com coordenadores e diretores, as atividades esportivas são uma excelente forma de promover a integração dos estudantes.

Uma boa sugestão é promover campeonatos com uma ou mais modalidades esportivas e, para a sua realização, é importante que a escola disponibilize os locais necessários e o material exigido para a realização de cada atividade.

Crie um calendário de atividades e sincronize com as demais aulas

A criação de um calendário é de suma importância para um bom gerenciamento e a correta realização de todas atividades da instituição de ensino ao longo do ano — tanto as curriculares, que incluem a grade convencional de disciplinas, simulados, provas, reunião de pais e pedagógicas, quanto as extracurriculares que ocorrem fora do horário de aula.

Essa estratégia permite que todos os envolvidos nas atividades possam se preparar com antecedência, planejar passo a passo as etapas de desenvolvimento dessas iniciativas, bem como estabelecer os espaços, equipamentos e demais materiais necessários à sua realização.

O calendário é essencial, ainda, para que a sugestão proposta no primeiro tópico possa ser colocada em prática e a escola consiga propor projetos que estejam relacionados às matérias abordadas em sala de aula ao longo ano.

É possível, ainda, propor atividades que integrem duas ou mais disciplinas, proporcionando aos alunos uma vivência prática dos conceitos teóricos estudados em sala de aula, enriquecendo a sua aprendizagem e contribuindo para o desenvolvimento de competências diferenciadas.

Por fim, é interessante observar como as atividades extracurriculares ajudam a complementar o processo de aprendizagem, contribuindo para a formação integral dos estudantes como indivíduos mais conscientes e mais críticos em relação ao mundo que os cerca.

Do ponto de vista dos professores, acompanhar a evolução não apenas intelectual, mas também socioemocional dos seus alunos, é extremamente gratificante e serve como motivação para renovar o compromisso de continuar a realizar o seu trabalho com ânimo e dedicação.

Se você gostou deste post e gostaria de conferir mais conteúdos como este, aproveite e leia também o nosso artigo com 6 vantagens das atividades extracurriculares para os alunos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This