5 atividades lúdicas para fazer em casa que o professor pode recomendar

5 atividades lúdicas para fazer em casa que o professor pode recomendar
6 minutos para ler

Brincar é um ato que vai muito além de um momento de descontração, pois permite que a criança se comunique com o mundo e também desenvolva suas habilidades cognitivas, motoras, psicológicas, sociais e afetivas. Dentro desse contexto, solicitar atividades lúdicas para fazer em casa é imprescindível para que o aluno explore os conhecimentos adquiridos em sala de aula com o suporte da família

Ao passar tarefas para serem feitas na companhia dos pais e responsáveis, o professor não só está contribuindo para a extensão do processo da aprendizagem, como também estimula o envolvimento dos familiares na educação dos pequenos e os aproxima da escola. E essa é uma condição fundamental para um ensino saudável e de qualidade.

Neste post, vamos falar sobre a importância de atividades lúdicas e apresentar as melhores opções para que os seus alunos façam em casa. Confira!

O que são atividades lúdicas?

A palavra ludicidade vem do termo latino ‘’ludus’’, cujo significado é jogo ou brincar. Na área da educação, o conceito diz respeito ao uso de jogos, brincadeiras e demais iniciativas que despertem a fantasia, criatividade e imaginação do aluno.

Essa ferramenta é capaz de potencializar o processo de aprendizagem em todos os níveis de formação, sendo mais frequente na educação infantil, o que se deve ao fato de as crianças interpretarem o mundo ao seu redor de uma forma naturalmente lúdica. Portanto, as brincadeiras lúdicas nada mais são do que atividades que permitem ao estudante aprender brincando.

Qual a importância da fazê-las em casa?

Quando participam de atividades lúdicas, as crianças se interessam mais pelo conteúdo lecionado. Sem falar que a proposta proporciona o desenvolvimento das suas competências cognitivas, motoras, psicológicas, sociais e afetivas de um modo espontâneo e prazeroso, sem passar por hierarquias e imposições que poderiam afetar negativamente a sua autonomia na aquisição do conhecimento.

Por ter um viés interdisciplinar, as tarefas que envolvem a ludicidade podem ser aplicadas nas mais variadas situações, como na sala de aula e nos trabalhos para casa. Elas também estimulam a criatividade, a concentração e o aumento da autoestima, melhorando a convivência dos alunos e o seu engajamento com as aulas.

Se feitas em casa, com o suporte dos responsáveis, a criança e os seus familiares podem testar os seus conhecimentos, explorar pontos fortes e perceber quais são as suas maiores dificuldades. Tudo isso estreita os laços dos pequenos com a família, assim como da própria família com a escola e os processos de aprendizagem do pequeno, fazendo com que atuem de forma mais ativa nesse aspecto,

Quais são as melhores atividades lúdicas para fazer em casa?

Há uma ampla gama de atividades lúdicas que o professor pode recomendar aos alunos fazer em casa. O ideal é que essa escolha seja feita de acordo com a idade e a etapa de formação do estudante e o objetivo do conteúdo que está sendo trabalho em sala de aula.

Pensando nisso, listamos algumas das principais atividades que os pequenos vão adorar realizar com os seus familiares.

1. Oficina de fantoches

A maioria das crianças fica encantada ao assistir um teatro de fantoches, desde as menores até as mais velhas. Por meio dessa brincadeira, elas podem dar vida aos seus personagens preferidos dos livros e, claro, explorar muito a criatividade.

O primeiro passo é sugerir que o aluno faça a leitura de um livro infantil, como ‘’O Pequeno Príncipe’’, por exemplo. Depois, em parceria com a família, eles devem confeccionar bonecos para interpretar a sua parte favorita do conteúdo, refletindo sobre o contexto em que os personagens se encontram e até mesmo fazendo uma releitura da cena.

5 atividades lúdicas para fazer em casa que o professor pode recomendar

2. Atividades com massinha de modelar

Quem é que nunca brincou de massinha de modelar, não é mesmo? Essa brincadeira simples é ótima para que os alunos dos primeiros anos da educação infantil exercitem a musculatura das mãos e, assim, aperfeiçoem a coordenação motora fina — fator importante para que aprendam a pinçar e manusear objetos pequenos.

Uma boa dica é pedir para que o estudante e os seus responsáveis preparem a própria massinha, bastando usar farinha de trigo, sal refinado, sal, corante ou suco em pó. Feita a massinha, eles podem dar asas à imaginação e modelar o que quiserem.

3. Música

A música é a aliada perfeita para desenvolver a linguagem e a alfabetização, além da habilidade de escuta e ritmo. Qualquer conteúdo pode ser ensinado por meio de músicas, até mesmo contagens e fórmulas matemáticas, o que permite que temas mais complexos sejam encarados de forma leve divertida.

O professor pode recomendar músicas que já existem e que abordem o assunto desejado para que o aluno cante com os seus pais, além de incentivar a criação de uma música inédita a partir da interpretação do conteúdo ensinado.

4. Desenho, pintura e colagem

Frequentemente utilizadas na educação infantil, as atividades de desenho, pintura e colagem são fundamentais para trabalhar as diversas vertentes da arte e permitir que o aluno expresse a sua criatividade e visão sobre os temas propostos.

Apesar de ser uma atividade clássica, desenhar e pintar nunca se torna cansativo, já que a criança pode transformar qualquer coisa em desenho, além de usar diferentes materiais para colorir, como lápis de cor, tinha guache e giz de cera.

Se a intenção é criar um mosaico, por exemplo, os responsáveis podem ajudar no recorte de papéis, enquanto o pequeno faz a colagem da figura. Assim, é possível criar uma peça única.

5. Invenção de histórias

Em geral, as crianças têm uma imaginação fértil, característica que pode ser utilizada no seu processo de aprendizagem. Então, peça para que os alunos coloquem objetos dentro de uma caixa, como um brinquedo, uma peça de roupa, entre outros. Em seguida, eles devem retirar um item da caixa e ir criando uma história que os inclua.

A brincadeira incentiva a criatividade e a capacidade de raciocínio e improviso do estudante. Ao final da atividade, ele pode escrever a história inventada para que seja apresentada posteriormente para a turma. Você vai se surpreender com o que cada um pode criar.

Esses são apenas alguns exemplos de atividades lúdicas para fazer em casa e que dão autonomia ao aluno para explorar seus conhecimentos e competências. Na hora de passar as tarefas, é essencial que o educador comunique aos pais e responsáveis sobre a importância de participarem desse processo, auxiliando a criança em suas dificuldades e novas descobertas.

Achou este post interessante? Então, vem curtir a nossa página no Facebook para ficar por dentro de tudo que acontece na área da educação!

5 atividades lúdicas para fazer em casa que o professor pode recomendar