Ciências Humanas e Sociais no Novo Ensino Médio: quais as mudanças previstas?

Ciencias humanas e sociais no Novo Ensino Médio
7 minutos para ler

Extremamente importantes para a formação dos jovens, as Ciências Humanas e Sociais no Novo Ensino Médio também sofreram mudanças na forma como devem ser trabalhadas durante os três anos do curso. Nesse sentido, é necessário que a instituição de ensino e o corpo docente estejam preparados para aplicar as disciplinas da área em conformidade com a proposta da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A nova estrutura de aprendizagem tem como finalidade adequar a educação às reais necessidades do estudante contemporâneo. Diante disso, as matérias que fazem parte da área humana e social deverão ser orientadas por uma formação ética do jovem enquanto cidadão. No post de hoje, vamos esclarecer as principais mudanças relacionadas ao assunto. Confira!

Como as Ciências Humanas e Sociais eram trabalhadas antes?

A área de Ciências Humanas e Sociais é responsável pelo estudo de disciplinas focadas no ser humano e a sua interação com a sociedade. Elas propõem uma investigação do homem e dos acontecimentos sociais, abordando diferentes aspectos teóricos, subjetivos e práticos, tais como: linguagem, produção de conhecimento e linguagem.

As disciplinas que compõem essa categoria são História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Antes da implementação do Novo Ensino Médio, elas eram ensinadas separadamente, cada uma com uma carga horária específica, além de serem obrigatórias durante os três anos de formação, permitindo um maior aprofundamento dos estudantes sobre o conteúdo.

As mudanças feitas no currículo dos estudantes visam a oferta de uma educação de qualidade, que dê autonomia aos adolescentes, além de assegurar uma informação integral, que desenvolva as competências desejadas no século XXI, de maneira que saiam da escola preparados para lidar com o mercado de trabalho.

Como vão ser estudadas no Novo Ensino Médio?

De acordo com a Lei 13.415/2017, que alterou a BNCC, o Novo Ensino Médio passa a ser divido em cinco itinerários formativos: Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, e Formação Técnica e Profissional.

Se antes as disciplinas de Ciências Humanas e Sociais eram trabalhadas individualmente, a partir de agora elas serão lecionadas de modo integrado a outras áreas, sem que haja um aprofundamento específico. As disciplinas da área estão presentes na grade e devem ser estudadas ao decorrer do curso, mas não são mais obrigatórias nos três anos, tornando-se optativas.

Veja quais serão as habilidades e competências desse itinerário estabelecidas pela BNCC.

Procedimentos Epistemológico e Científicos

Consiste na análise dos processos políticos, sociais, econômicos, ambientais e culturais que tenham acontecidos em escala local, regional, nacional ou mundial, considerando os diferentes tempos, com base na pluralidade que envolve os procedimentos epistemológicos, bem como científicos e tecnológicos.

Assim, os jovens terão a oportunidade de compreender e se posicionar de forma crítica diante dos conteúdos estudados, respeitando os mais diversos pontos de vista, além de saber como tomar decisões alicerçadas em argumentos e fontes validadas pela natureza científica.

Fronteiras Físicas e Culturais

Nessa competência, o objetivo é investigar a formação de territórios e fronteiras, levando em conta todos os tempos e espaços, as relações de poder que contribuem para determinação de territorialidades, e do papel geopolítico referente aos Estados-nações.

Sociedade e Natureza

O seu estudo permite a análise e a avaliação crítica das relações existentes entre os variados povos, grupos e sociedade com a natureza, o que inclui a produção, distribuição e consumo, e o impacto que causam no âmbito econômico e socioambiental.

Também são apresentadas alternativas que estimulem o respeito e promovam a consciência, a ética socioambiental e o consumo responsável, reduzindo os impactos negativos para a sociedade como um todo.

Trabalho e Sociedade

Diz respeito à habilidade de analisar os fatores que envolvem as relações de produção, capital e trabalho. Para tanto, estudam-se os diferentes territórios, contextos e culturas, tendo como intuito discutir e compreender qual é o papel dessas relações quanto à construção, consolidação e, principalmente, transformação das sociedades.

Cultura e Ética

Por meio dessa competência, o estudante torna-se apto a identificar e atuar no combate de toda e qualquer injustiça, violência ou preconceito contra os diversos grupos sociais, usando para isso princípios democráticos, éticos, que sejam inclusivos e solidários, e estejam de acordo com os Direitos Humanos.

Política e Formas de Organização da Sociedade

Possibilita aos jovens participar do debate público a partir uma visão crítica, que respeite as posições que diferem da sua. Além disso, ajuda a realizar escolhas que estejam alinhadas ao exercício da cidadania e aos seus objetivos e projeto de vida, com autonomia, consciência crítica, liberdade e responsabilidade.

Como os professores podem se preparar para as mudanças em Ciências Humanas e Sociais?

Em se tratando do planejamento para o Novo Ensino médio, é dever das escolas garantir que os seus alunos adquiram os conhecimentos necessários para efetuar a transição da adolescência para avida adulta, o que poderá acontecer por meio do ingresso no mercado de trabalho, continuação dos estudos na universidade ou pela vida em comunidade.

Para que isso realmente ocorra na prática, é imprescindível contar com um corpo docente preparado para a condução dos itinerários formativos e as suas respectivas competências. Vale ressaltar que a nova proposta incentiva o protagonismo do estudante, o que impacta na atuação do professor, que passa a ser um intermediador do conhecimento.

Uma vez que as disciplinas que tratam de questões históricas e sociais vão ser ensinadas de forma integrada, é preciso que os educadores ampliem os seus conhecimentos nas disciplinas que fazem parte da área. Além de atualizar os saberes dentro da sua própria especialização, há que se aprender mais sobre cultura no geral, com atenção especial às mudanças sociais do mundo contemporâneo.

Com isso, os docentes estarão prontos para lecionar as Ciências Humanas e Sociais no Novo Ensino Médio e, assim, aplicar os seus métodos de ensino à proposta que será implementada até 2022. A adesão à Plataforma Eleva é um importante diferencial nesse processo de adaptação, pois oferecemos materiais integrados para a formação básica e itinerários formativos.

Cada área de conhecimento disponibiliza até duas opções de itinerários, de acordo com as demandas do mercado de trabalho. Sem falar que também existe a possibilidade de personalizar as trilhas de conhecimento, o que permite que a jornada de aprendizagem seja monitorada e orientada pelos professores e gestores pedagógicos.

Outro destaque é a oferta de disciplinas eletivas, além do Laboratório de Inteligência de Vida (LIV), que promove o desenvolvimento de um projeto de vida para cada estudante individualmente. Todos os nossos recursos são estruturados a partir de metodologias inovadoras, que estabelecem um processo de aprendizado alinhado ao uso da tecnologia, para atingir melhores resultados.

Quer garantir a adaptação da sua escola ao novo Ensino Médio? Entre em contato com a Plataforma Eleva Educação e conheça as nossas soluções!

Ciências Humanas e Sociais no Novo Ensino Médio: quais as mudanças previstas?