Como não errar na proposta pedagógica da escola? Veja!

Como não errar na proposta pedagógica da escola? Veja!
6 minutos para ler

Cada escola conta com valores e objetivos diferentes, que colaborem para formar a sua identidade. O principal aspecto que difere uma instituição de outra é a proposta pedagógica da escola, ou seja, é a forma como ela decide cada detalhe que vai direcionar o ensinamento dos alunos. Por isso, é preciso ter muito cuidado na hora de elaborá-la.

Ao longo deste artigo, você vai conferir por que a proposta pedagógica é um documento imprescindível para o funcionamento da escola, além de entender como criar a sua proposta da melhor forma. Boa leitura!

Por que a proposta pedagógica da escola é tão importante?

A proposta pedagógica da escola é um documento essencial por englobar aspectos que caracterizam a instituição de ensino. Ela envolve desde a cultura da escola até seus valores, objetivos e, claro, a metodologia utilizada para o ensino dos alunos.

Esse documento é importante por determinar os padrões que a escola vai seguir, validando sua autonomia como instituição quanto aos aspectos que podem definir, de forma independente, o que é determinado na Base Nacional.

Dessa forma, a proposta pedagógica serve como um guia para que todos os que trabalham na escola possam atender às necessidades e objetivos da instituição. Além disso, ela auxilia os pais a compreender qual é a linha seguida pela escola e se desejam matricular seus filhos nela.

Outro ponto importante é que a proposta pedagógica não é algo engessado. Por mais que alguns aspectos se mantenham, outros tendem a mudar conforme os anos e as necessidades da sociedade. Sendo assim, de tempos em tempos é preciso reformulá-la.

Como fazer uma proposta pedagógica da escola de forma completa?

A proposta pedagógica deve atender ao estabelecido pela Base Nacional Comum Curricular e suas adaptações. Mas além disso, há muito que a escola pode determinar para atender à sua cultura e às necessidades dos docentes e discentes.

Para isso, é importante seguir algumas dicas para criar esse documento com cuidado e garantir a eficiência de sua aplicação. Confira, a seguir, as principais orientações para atingir esse objetivo.

Envolva toda a escola

Pode-se pensar que a proposta pedagógica da escola envolva apenas professores, coordenadores e diretores. Porém, ela deve ir bem além e envolver todos os que estão relacionados à instituição, pois impacta em suas vidas e em seu trabalho.

Sendo assim, vale a pena fazer o planejamento depois de compreender a opinião de colaboradores, alunos e, inclusive, pais, a fim de descobrir o que funciona e não funciona, com vista a melhorar o que é aplicado nela.

Defina a metodologia utilizada

No mundo da educação, existem diferentes metodologias de ensino. Há aquelas mais tradicionais, conhecidas como mecânicas, e as chamadas metodologias ativas, nas quais o aluno tem uma participação maior em seu processo de aprendizagem.

Saber a diferença de cada uma e qual atende melhor à proposta da sua escola é essencial para que o trabalho dos professores e o aprendizado dos alunos seja mais eficiente.

Com o uso de metodologias ativas, é possível aplicar diferentes métodos que não só atendem às necessidades atuais da sociedade — como a formação de alunos com habilidades sociais —, mas também que tornem a própria escola mais atrativa na consideração dos pais. Alguns exemplos são a sala de aula invertida e a gamificação.

Escolha as ferramentas de ensino

Junto às metodologias e os métodos, você precisa definir quais ferramentas podem auxiliar os processos da escola. Nesse caso, não só no aprendizado do aluno, mas também nas formas de ensino e até na gestão.

No caso da administração, por exemplo, ferramentas que ajudem o controle financeiro, o uso de dados e a organização de informações sobre matrículas é algo importante para otimizar tarefas básicas e proporciona tempo ao gestor para decisões mais objetivas.

Já as ferramentas de comunicação podem ajudar a escola a manter o contato adequado com pais e alunos, bem como auxiliar nos trabalhos em equipe, além de simplificar reuniões e formações dos colaboradores. Aliás, elas também são essenciais no processo de novas matrículas.

Por sua vez, para um aprendizado eficiente, em que os estudantes utilizem materiais didáticos atualizados e assumam seu papel como protagonistas na escola, a solução pode ser o uso das plataformas de ensino. Elas auxiliam o professor a guiar cada aluno de forma individualizada e tornam o ensino mais fácil, indo além do ambiente escolar.

Incentive a colaboração

Outra dica importante para criar o plano pedagógico da escola é incentivar a colaboração, abrindo espaços para que os alunos possam colaborar e debater entre si, a fim de checar se as soluções pensadas são interessantes.

Nesse momento, é fundamental que um mentor, como a pessoa no cargo de direção da escola, incentive todos a compartilhar opiniões, dentro de um ambiente de respeito e em prol de melhorias para a escola.

Determine a periodicidade de revisão

Como você viu, o plano pedagógico não tem a intenção de ser sempre o mesmo. Afinal, com o tempo a escola tende a evoluir, de modo a atender diferentes gerações de alunos. Isso significa que o que se aplica hoje pode não usado no futuro. Por isso, é importante manter o plano atualizado.

É claro que você não vai mudá-lo a cada mês, mas é importante definir uma revisão e o momento de fazer um novo planejamento, como, por exemplo, no que diz respeito a soluções que foram aplicadas como teste e que, após certo tempo, precisam ser validadas ou eliminadas conforme os resultados alcançados.

A proposta pedagógica da escola é um documento que determina as diretrizes pelas quais a instituição deve se guiar, especialmente no que se trata de suas metodologias de ensino. Com ela, é possível criar uma identidade que torne claro para pais, alunos e colaboradores quais padrões a escola deve seguir.

Nesse sentido, a elaboração desse plano deve ser feita em colaboração com todos os envolvidos na instituição de ensino, abrindo espaço para soluções que ajudem no dia a dia e permitam que os alunos, os principais atores nesse processo, possam construir seu caminho no aprendizado.

Gostou do post e quer melhorar a sua proposta pedagógica? Descubra como a Plataforma Eleva pode ser a plataforma de ensino ideal para a sua escola!

Como não errar na proposta pedagógica da escola? Veja!