Como usar a ciência de dados na sua escola?

Como usar a ciência de dados na sua escola?
6 minutos para ler

Com a disponibilidade de tanta informação nos dias de hoje, cada vez mais empresas têm usado dados de forma inteligente, a fim de estruturar melhor seus negócios. No setor de ensino não é diferente. Afinal, além de fornecer informações importantes para a escola, um sistema de dados também pode influenciar de forma positiva no aprendizado do aluno. Porém, é preciso aprender como usar a ciência de dados na educação.

Neste post, confira por que e como usar os dados na educação. Saiba também o que significa a análise de dados educacionais e como aplicar seus resultados na escola. Boa leitura!

Por que e como usar dados na educação?

Já há alguns anos a tecnologia tem beneficiado muitas escolas e seus alunos. Com ela, por exemplo, é possível desenvolver planos de estudo online e trabalhar com materiais interativos. No caso dos dados, eles possibilitam, através de um delicado processo, obter informações que podem ajudar em todos os aspectos da escola. Por exemplo:

  • obter dados gerais e específicos, que mostram qual é o cenário em que a escola se encontra;
  • apoiar estratégias para melhorar o ensino do professor;
  • otimizar o tempo de professores e alunos no processo de aprendizagem;
  • usar informações para criar uma cultura mais colaborativa e menos segmentada, compreendendo as necessidades do grupo;
  • ter uma visão mais ampla de quem são os alunos e como recebem e internalizam os conhecimentos;
  • criar estratégias para melhorar o aprendizado;
  • alcançar uma educação de melhor qualidade no Brasil.

Para isso, tudo começa com a definição das necessidades da escola, que guiarão a interpretação dos dados. Depois, faz-se a coleta de informações por meio de ferramentas de BI especializadas. A partir disso, cria-se um grande banco de dados, do qual é possível ler o que foi coletado e extrair informações em um processo de análise.

Assim, tem-se uma base confiável para aplicar de forma prática na escola, nos processos de tomada de decisão. Ou seja, com os dados, é possível descobrir qual é a melhor forma de atuar no ensino, definir métodos e usá-los. Além disso, também é possível rever ações já realizadas, tornando a instituição mais atualizada. Outra vantagem é que qualquer tomada de decisão pode ser acompanhada, a fim de ver se ela traz resultados efetivos para alunos e discentes.

O que significa a análise de dados educacionais?

O processo principal de como usar dados na educação é a fase de análise. Afinal, os dados são captados de diferentes formas que, conforme a tecnologia, os unem em um grande banco de dados, conhecido como Big Data. Porém, essas informações tendem a ser muito gerais e podem não resolver as questões estipuladas. É para isso que eles passam pelo processo de análise.

Assim, dados de qualidade são selecionados para serem estudados em um determinado cenário. Quanto aos outros, é importante que continuem disponíveis no banco de dados. Afinal, eles podem atender a outras necessidades. Além disso, é fundamental que esse banco seja alimentado constantemente para se obter melhores resultados, baseados em dados reais e atualizados. Para isso, é possível recolhê-los das mais diversas fontes:

Nesse ponto, outra questão fundamental que tem ganhado espaço nesse processo de análise é a segurança desses dados. Afinal, eles podem ser utilizados de diversas formas. Por exemplo, para compreender se uma turma está acima do padrão base estabelecido pela escola, é preciso acompanhar o rendimento de cada aluno.

Para isso, é importante entender não só indicadores de desempenho em sala de aula, como também seu contexto social, econômico e cultural. Afinal, isso pode influenciar na forma como ele estuda e nas ferramentas que tem a seu dispor.

Porém, essas informações pessoais são sigilosas e, portanto, devem ser protegidas. Dessa maneira, alcançando todas as instituições da sociedade, foi criada a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que determina o comprometimento da organização em informar como e quando a informação captada está sendo recolhida e será usada.

No caso da escola, isso é importante não só para se ter um banco de dados melhor, mas também para estabelecer um relacionamento de confiança em sua rede completa, abarcando pais e alunos, mas também professores, gestores e coordenadores.

Como aplicar os resultados da análise na escola?

Depois de compreendidos os benefícios de saber como usar dados na educação, chega a hora da aplicação de seus resultados. Nesse caso, isso pode acontecer de diferentes maneiras.

Capacitação

Em um processo de capacitação, os dados podem ser utilizados para identificar falhas, necessidades e atender a sugestões dos professores. Assim, o gestor investe recursos em formações que vão trazer resultados mais efetivos.

Rotina do professor

Com sistemas automáticos e dados, a própria rotina do professor fica mais fácil. Desde o cumprimento do diário de classe até a disponibilização de notas e atividades para serem acompanhadas por pais e alunos, cada processo pode ser realizado de forma mais rápida, integrando-se ao banco de dados.

Canal de comunicação

Pelos dados, também é possível instaurar mudanças positivas na forma como as atividades da escola se realizam. Por exemplo, com a criação de um canal de comunicação integrado, reuniões podem ser facilitadas e ocorrer de forma online, bem como as ideias podem ser registradas e arquivadas, servindo para análise posteriormente.

Acompanhamento em tempo real

A melhora do aprendizado é uma das razões para se saber como usar dados na educação. Afinal, combinando-os com sistemas inteligentes, é possível criar uma experiência mais enriquecedora.

Um exemplo acontece pelo uso de plataformas que podem coletar os dados de atividades da turma e oferecer um panorama em tempo real para o professor. Assim, ele pode definir se pode avançar no assunto ou se é necessário resolver dúvidas sobre o tema.

Outro exemplo ocorre com a sala de aula invertida, quando a tecnologia permite que o aluno estude sua aula anteriormente e com uso de recursos mais facilitados, que podem ajudá-lo a absorver melhor os conhecimentos e refleti-los com base em um pensamento crítico, que será compartilhado com a turma e tornará a aula mais enriquecedora.

Vivemos em um mundo digital, em que a tecnologia é utilizada para diversos fins e oferece muitas vantagens. Por essa razão, é importante saber como usar dados na educação. Afinal, com base neles, é possível tomar decisões mais precisas em sala de aula e em todos os processos da escola. Além disso, eles podem ser uma ferramenta essencial para se conhecer as necessidades da instituição e seus alunos, promovendo melhorias e levando a um ensino de maior qualidade.

Gostou do post? Siga-nos no InstagramFacebook e LinkedIn e acompanhe outros conteúdos!

Como usar a ciência de dados na sua escola?