Como funciona e quais os benefícios do ensino individualizado?

Como funciona e quais os benefícios do ensino individualizado?
6 minutos para ler

Um dos maiores desafios dos educadores é engajar os alunos e garantir que eles absorvam os conteúdos ensinados. Metodologias como o ensino individualizado, que busca atender às necessidades específicas de cada estudante, surgem para auxiliá-los nisso.

O ensino individualizado é relativamente complexo em comparação com métodos tradicionais. Porém, colocá-lo em prática não é tão difícil quando os educadores adotam boas ferramentas e fazem bom uso dos recursos disponíveis.

Para ajudar você a aprimorar o ensino na sua escola, mostraremos o que é o ensino individualizado, como ele funciona e quais são as suas vantagens. Descubra!

O uso do ensino individualizado nas escolas

Em resumo, o ensino individualizado reconhece que cada aluno tem uma maneira e um ritmo de aprender. Assim, ele se baseia em estratégias que consideram os interesses, as dificuldades e as necessidades de cada estudante. Ou seja, o perfil do aluno determina a maneira como o processo de aprendizagem será desenvolvido.

Como o ensino individualizado funciona?

Para colocá-lo em prática de maneira eficaz, é indispensável elaborar um plano de aula eficiente que inclua o uso de plataformas de ensino. São os recursos oferecidos por elas que permitem a individualização da aprendizagem.

Em uma plataforma adaptativa, os estudantes se deparam com questões que estão de acordo com o seu nível de conhecimento. Eles também avançam conforme seu ritmo e escolhem o tema que vão estudar.

Os materiais disponíveis (entre os quais, videoaulas e jogos educacionais) complementam as aulas, ajudando os estudantes a fixarem os conteúdos e terem uma compreensão mais profunda. Isso acontece porque a abordagem exige a participação ativa e permite que eles aprendam na prática.

Geralmente, esses recursos também são contextualizados, relacionando os conceitos aprendidos à realidade dos alunos. Por consequência, eles percebem a relevância no que estão estudando e fazem associações que facilitam o aprendizado.

Como as escolas têm usado esse método de ensino?

Dependendo dos objetivos de aprendizagem e do planejamento do professor, as plataformas adaptativas podem ser usadas em momentos específicos da aula ou em casa. Elas servem tanto para complementar o que foi ensinado como para verificar o desempenho dos alunos.

Por meio das interações dos estudantes com os materiais, é possível avaliá-los de maneira mais precisa. As avaliações mostram exatamente quais são as dificuldades e qual a qualidade na assimilação dos conteúdos, pois dispensam a necessidade de decorar informações.

O ensino individualizado também tem sido associado a recursos que focam o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, como a proatividade, a autonomia, a criatividade, a colaboração e o pensamento crítico.

Como os educadores podem utilizá-lo na inclusão escolar?

Essa abordagem é uma ótima aliada para promover a inclusão escolar. Justamente por respeitar a individualidade e o ritmo de aprendizagem, ela permite a aplicação de atividades adequadas às limitações dos estudantes. Então, todos eles recebem educação de qualidade.

No caso de alunos com deficiência intelectual, esse método deve estar de acordo com o Plano de Ensino Individualizado (PEI), que é desenvolvido pela equipe pedagógica especialmente para atender às suas necessidades específicas.

Como funciona e quais os benefícios do ensino individualizado?

Durante aulas expositivas, é extremamente difícil atender às necessidades de cada aluno. Entretanto, os educadores podem incluir ferramentas de ensino individualizado em certos momentos da aula, adaptando-a para garantir que os conteúdos sejam entendidos por todos.

Para que os alunos com alguma deficiência intelectual sejam verdadeiramente incluídos, as atividades extraclasse também devem considerar suas dificuldades. Então, plataformas adaptativas são bastante úteis para que esses estudantes, assim como todos os outros, tenham uma formação de qualidade e se sintam bem na escola.

As principais vantagens do ensino individualizado

O ensino individualizado é uma abordagem interessante por diversos motivos. Ela respeita as particularidades dos estudantes e preenche lacunas que geralmente não são alcançadas pelo ensino tradicional, padronizado — muitas vezes engessado, incapaz de dialogar com a realidade dos alunos.

Conheça outros benefícios desse método de ensino.

Melhora o desempenho dos alunos

Conforme explicamos, nesse método de ensino, as atividades são adaptadas às necessidades e dificuldades dos estudantes. Isso faz com que eles se sintam mais motivados e engajados na aprendizagem.

Por consequência, eles assumem uma postura ativa e conseguem realmente assimilar os conteúdos, o que melhora o seu desempenho pedagógico.

Reduz o abandono escolar

Em métodos de ensino tradicionais, as necessidades dos estudantes nem sempre são atendidas, então, eles se sentem desestimulados. Isso prejudica o seu rendimento e pode levá-los a abandonar o colégio.

O ensino individualizado pode mudar essa situação por evitar que o aluno se sinta incapaz de aprender, valorizando seus pontos fortes e ajudando a superar suas dificuldades. Além disso, ele aumenta a qualidade do ensino, mostrando aos pais a competência da escola e a sua preocupação em oferecer tudo de que seus filhos precisam para se desenvolverem bem.

Promove as relações dentro da escola

Como as diferenças são respeitadas e os estudantes conseguem aprender de acordo com seu ritmo próprio, a distinção entre “melhores” e “piores” alunos é atenuada. Assim, o ambiente escolar se torna mais agradável, os alunos tendem a ser mais tolerantes e receptivos, e as relações entre eles melhoram.

O relacionamento entre educadores e estudantes também tende a melhorar. Isso acontece porque o conhecimento é construído em conjunto, permitindo a participação ativa dos discentes no processo de ensino-aprendizagem, valorizando os conhecimentos individuais.

Gera autonomia

O uso de uma plataforma adaptativa de ensino ajuda a desenvolver a autonomia dos estudantes. Isso é possível porque todos eles têm liberdade para decidir o que estudar e, em alguns casos, podem verificar as soluções de questões propostas, identificando suas próprias dificuldades.

Assim, assumem uma responsabilidade maior no seu processo de aprendizagem, pois sabem o que precisa ser melhorado e podem buscar maneiras de fazer isso, seja usando as ferramentas auxiliares propostas pelos educadores ou recorrendo a eles para sanar dúvidas e pedir orientações.

O ensino individualizado é uma estratégia excelente para garantir que os estudantes aprendam os conteúdos e se sintam mais motivados no processo de educacional. Além disso, ele pode ser utilizado para promover a inclusão escolar. Por isso, os educadores devem entender como ele funciona e buscar as ferramentas adequadas quando decidem implementá-lo.

Para ter acesso às nossas atualizações e aprender mais sobre temas como ensino individualizado, siga as páginas da Plataforma Eleva nas redes sociais. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no YouTube e no Instagram.

Como funciona e quais os benefícios do ensino individualizado?