Conheça os diferenciais da plataforma Eleva no ensino médio

Adolescente escuta música enquanto estuda matéria em sala de aula.
9 minutos para ler

Introdução de conteúdos mais avançados, preparação para o nível superior, formação de indivíduos capazes de atuar na sociedade como humanos e profissionais… o ensino médio tem mesmo um papel muito importante na educação. Com as recentes reformas aplicadas pelo governo nessa etapa da escolaridade, foi natural que as instituições passassem — ou mesmo continuem passando — por dificuldades para se adequar às novas regras.

Isso porque, na nova proposta de ensino médio, o aluno terá conteúdos obrigatórios definidos pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), referente à 60% da carga horária total de estudos. Por outro lado, ele também contará com a flexibilidade para escolher entre cinco itinerários formativos, sobre os quais explicaremos adiante no post. Em meio a esse cenário, ter o auxílio de uma plataforma especializada de educação é a melhor solução.

A seguir, falaremos mais sobre os impactos da reforma do ensino médio, os desafios enfrentados pelas escolas e os diferenciais da Plataforma Eleva no ensino médio. Vamos lá?

Conheça os diferenciais da plataforma Eleva no ensino médio

Principais desafios da escola no ensino médio

Como ressaltamos, concluir o ensino médio é essencial para que o aluno possa ingressar em um curso de nível superior, conquistando, assim, melhores oportunidades no mercado. Entretanto, é também uma etapa da educação que envolve desafios, se considerarmos a quantidade de jovens que abandonam os estudos nessa fase e o baixo desempenho do país em rankings internacionais, por exemplo.

Além disso, temos a reforma proposta pelo governo, que tem como objetivo flexibilizar o currículo e torná-lo mais atraente aos estudantes, que poderão direcionar os seus estudos ainda no ensino médio para a área de atuação de interesse. É claro que esses dados e mudanças correspondem a desafios a serem enfrentados pelas escolas. Entenda, abaixo, os principais pontos que devem ser driblados pelas instituições.

Adequação à BNCC

A principal dificuldade quanto à adequação à BNCC está relacionada à quebra de “rotina” na conduta dos educadores, já acostumados ao sistema tradicional — uma vez que grande parte construiu a sua própria carreira em meio a esse molde. Por isso, é importante apostar na capacitação de professores, mantendo-os atualizados em nível de processos de ensino-aprendizagem e a par das diferentes metodologias que podem ser usadas em sala.

Para driblar esse desafio, é importante que toda a escola entenda que a BNCC veio de uma realidade alinhada ao aluno atual, cada vez mais protagonista de seu próprio conhecimento. O acesso à informação nunca foi tão instantâneo como hoje, e é interessante que o estudante receba estímulos dos professores para ir atrás dos conteúdos que gosta além daquilo que já é ensinado dentro da sala.

Implantação e entendimento da reforma

A nova reforma não especifica exatamente como funcionará. Por se tratar de um tema recente e ainda em constante debate, existem várias incertezas relacionadas a essa transformação. Os professores, diretores e demais educadores se preocupam com o cotidiano da escola: o que mudará? É necessária a contratação de mais funcionários para atender às demandas propostas?

Já os estudantes têm dúvidas sobre como serão as suas trajetórias no ensino médio daqui para frente, sobretudo, referentes à grade curricular. Lembra que, no início do post, comentamos sobre os itinerários formativos? Bom, além dos conteúdos obrigatórios previstos pela BNCC, eles cursarão, também, esses itinerários — que são a parte flexível do novo currículo e contemplam áreas que o próprio aluno escolherá de acordo com seus gostos, seus interesses e suas aptidões.

São três os itinerários formativos idealizados pela nova reforma:

  1. Área do Conhecimento: aprofunda e amplia a aprendizagem em uma determinada área, como linguagens e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias e ciências humanas e sociais aplicadas;
  2. Formação Técnica e Profissional: itinerário que prepara o aluno para o mercado por meio de três opções — qualificação profissional, formações experimentais e habilitação nacional técnica de nível médio;
  3. Integrado: combina mais de uma área de conhecimento e pode ser complementada por uma formação técnica e profissional.

Inadequação do currículo

A BNCC estipula o que será trabalhado nos currículos escolares, mas não deixa claro de que forma. Com isso, muitas escolas acabam se perdendo em meio à mudança, ficando até mesmo receosos. Afinal de contas, além dos itinerários formativos, há os eixos estruturantes, que visam tornar o ensino mais dinâmico, atrativo e interativo para o aluno.

Esses eixos integram os diferentes arranjos de itinerários formativos, conectam experiências educativas com a realidade contemporânea e desenvolvem habilidades relevantes para a formação integral do aluno como indivíduo. São eles:

  • investigação científica;
  • mediação e intervenção sociocultural;
  • processos criativos;
  • empreendedorismo.

Essa é uma parte muito interessante da reforma, pois reforça a oferta de trajetórias diferentes para pessoas diferentes. Ou seja, considera as demandas, os interesses e as expectativas individuais do aluno. Contudo, adaptar o currículo segundo os parâmetros delineados e capacitar profissionais para desenvolver habilidades nos estudantes é uma das principais dificuldades das escolas.

Soluções da plataforma Eleva para o ensino médio

Desafios, contratempos, dúvidas, incertezas. Tudo isso que abordamos até aqui é comum frente a uma quebra de estrutura como a reforma do ensino médio. No entanto, ter as ferramentas certas para guiar a escola e permitir que ela se adeque às mudanças é a melhor forma de encarar a nova realidade. Esse é o caso da plataforma Eleva.

A solução traz inovações para os elementos típicos do sistema tradicional, alinhando-o à realidade do aluno moderno e contemplando um currículo completo — incluindo, justamente, metodologias que desenvolvam habilidades cognitivas e socioemocionais, uso da tecnologia como aliada, material didático contextualizado e assessoria pedagógica.

Abaixo, detalhamos essas vantagens para você. Acompanhe!

Gestão escolar

A plataforma Eleva, embora tenha foco em facilitar o estudo e a formação do aluno, também tem funcionalidades que contribuem com a gestão escolar, trazendo praticidade aos processos, interface intuitiva, conectividade etc. Inclusive, traz um aspecto muito importante e requisitado pela própria reforma: o uso da tecnologia como aliada do ensino. Entre essas ferramentas, podemos destacar:

  • Guia do professor: com sugestões de abordagem e de materiais para cada aula, além do gabarito comentado de todo o material didático;
  • Eleva A+: conteúdos que contribuem com a formação e atualização dos educadores, como manuais, vídeos e encontros pedagógicos focados na discussão de temas relevantes;
  • Fórum online: no qual educadores podem compartilhar ideias que melhorem o aprendizado dos alunos. Com base nas sugestões enviadas, a plataforma elabora um ranking dos participantes que, no final do ano, recebem um prêmio de reconhecimento;
  • Banco de questões: com questões inéditas e retiradas dos principais vestibulares do Brasil para o ensino médio.

Além disso, há palestras pedagógicas, congresso de diretores, sugestões para campanhas de marketing, oficina de elaboração de questões etc.

Assessoria pedagógica

A assessoria pedagógica da Eleva ensina o professor a trabalhar com o material didático da plataforma e com as funcionalidades que ela oferece. Entendendo o propósito e o funcionamento desses recursos, o educador consegue utilizá-los em prol do desenvolvimento de seus alunos. A proposta é trazer uma formação continuada para esses profissionais, com debates atualizados, workshops, oficinas práticas, atualizações etc.

Tudo isso também contribui para a motivação do professor. Ao perceber que ele próprio está aprendendo por meio de metodologias ativas, a tendência é que passe a incorporá-las em sala, sempre com o foco na mediação do conhecimento e no oferecimento de aulas que saiam da mesmice expositiva.

Material didático interativo

Relatamos que uma dificuldade muito forte referente à reforma do ensino médio se dá na composição de um currículo adequado às normas da BNCC. A boa notícia, aqui, é que a plataforma Eleva oferece um material didático atualizado, contextualizado e interativo para o ensino médio, elaborado justamente nos termos da Lei de Diretrizes e Bases e no que diz a BNCC.

Além desse material, há também as funcionalidades virtuais da Eleva, como a Plataforma Adaptativa. Por meio de videoaulas ministradas pelos próprios professores da rede, o estudante é estimulado a solucionar questões relacionadas ao conteúdo absorvido. Dessa forma, o próprio sistema faz um diagnóstico dos pontos em que o aluno precisa melhorar e sugere listas de exercícios de diferentes níveis de dificuldade, respeitando o ritmo de cada aluno.

Há também o Laboratório Inteligência de Vida (LIV), que contempla desde as séries iniciais até o ensino médio. O projeto tem muito do que a proposta da reforma prega, sobretudo no que diz respeito ao desenvolvimento de habilidades e inteligências socioemocionais. Trata-se de 34 aulas anuais que contam com livros paradidáticos exclusivos, músicas, séries audiovisuais inéditas, dinâmicas interativas e jogos educativos.

Foco no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)

Os anos de ensino médio são fundamentais na preparação para o ENEM. A Eleva também se preocupa com essa questão. Por isso, além de um material didático completo, existe uma série de ferramentas no portal que servem de auxílio para o vestibulando, como:

  • simulação do ENEM;
  • gabarito online;
  • Canal Eleva, com videoaulas de resolução de exercícios;
  • campo de atualidades com proposta de redação etc.

Como foi possível perceber, desafios são comuns em qualquer etapa da educação, inclusive no ensino médio. Em meio a mudanças, é normal que educadores e até mesmo os próprios alunos se sintam perdidos. É preciso pensar, contudo, que a reforma é, sim, algo que tira os envolvidos de sua zona de conforto, mas em prol de melhores resultados. Por isso, ter o suporte de uma plataforma como a Eleva, que contribui com a gestão de instituições de ensino e com o aprendizado dos alunos, é algo que a sua escola deve considerar.

Gostou de conhecer os diferenciais da plataforma Eleva para o ensino médio? Caso tenha restado alguma dúvida ou mesmo para conversamos sobre as funcionalidades da solução, entre em contato agora mesmo com o nosso time. Estamos esperando a sua mensagem!

Conheça os diferenciais da plataforma Eleva no ensino médio