Entenda as mudanças do Novo Ensino Médio em relação ao tempo integral

Entenda as mudanças do Novo Ensino Médio em relação ao tempo integral
6 minutos para ler

O Novo Ensino Médio é uma proposta de reforma da educação que foi pensada para oferecer um ensino mais alinhado às necessidades do mundo atual e dos jovens brasileiros. Com a medida, as escolas devem se adaptar e se preparar para disponibilizar uma formação diferenciada aos alunos.

As mudanças exigem que os colégios reorganizem a carga horária, o conteúdo e todo o processo curricular para se encaixar no novo cenário educacional. A rede particular também deve seguir as diretrizes da reforma, tendo em vista que o conteúdo programático é definido pelo Ministério da Educação (MEC).

Acompanhe a seguir e entenda quais são as principais mudanças do Novo Ensino Médio em relação ao tempo integral e como as escolas devem se preparar para se adequar à realidade. Confira!

Quais foram as principais mudanças instituídas pelo Novo Ensino Médio?

O Novo Ensino Médio apresenta mudanças na carga horária, no currículo e, principalmente, na organização das disciplinas obrigatórias e optativas. A reformulação desse nível de escolaridade tem o intuito de oferecer uma formação técnica ou profissional aos estudantes, permitindo que tenham a chance de optar por uma profissão com antecedência e entrar rapidamente no mercado de trabalho.

Além disso, a transformação do formato do Ensino Médio também incentiva o desenvolvimento de habilidades nos alunos, que serão motivados a refletir mais sobre as escolhas futuras na fase adulta. O objetivo é que a escola ofereça novas experiências e auxilie o estudante a definir um projeto de vida condizente com suas competências e gosto pessoal.

As mudanças vão ao encontro da BNCC, que propõe uma formação interdisciplinar e a oferta de itinerários formativos, de acordo com as preferências de cada aluno. Outra alteração que veio com a reforma foi a ampliação da carga horária, ou seja, a implementação do tempo integral nos colégios.

Para isso, o MEC exige que as instituições escolares se atualizem, incentivem e acompanhem as mudanças, principalmente por meio da capacitação de professores e dos demais profissionais envolvidos no processo educativo. Os conteúdos, as tecnologias aplicadas e as metodologias utilizadas em sala de aula também devem passar por uma atualização para que o colégio consiga oferecer um ensino mais alinhado às normas da BNCC.

Como as escolas devem implementar a ampliação de horários?

Com as alterações no modelo de ensino, o Ensino Médio passa a ter uma carga horária de 3 mil horas, ou seja, 600 horas a mais na formação. O intuito é que o estudante possa se dedicar à atividades relacionadas ao seu projeto de vida. A escola, nesse sentido, deve disponibilizar apoio e acompanhamento pedagógico para os jovens em todo o processo.

A reforma traz a opção pela escolha dos itinerários formativos e ainda prevê a obrigatoriedade em algumas disciplinas, comuns a todos os alunos. As opções são as seguintes:

  • Linguagens;
  • Matemática;
  • Ciências da Natureza;
  • Ciências Humanas e Sociais;
  • Formação Técnica e Profissional.

Com isso, os estudantes têm a chance de desenvolver habilidades e competências para se tornarem mais críticos diante do mundo. Apesar da flexibilidade no currículo, as aulas tendem a ser mais criativas e dinâmicas, utilizando mais intensamente recursos tecnológicos e práticos nas atividades e na metodologia aplicada.

Os colégios particulares, assim como as instituições escolares da rede pública, devem se adequar para as mudanças do Novo Ensino Médio. A proposta promete melhorar a performance dos alunos e trazer mais valorização para os professores, que podem atuar em suas áreas de formação para atender ao ensino técnico e profissional dos sistemas de ensino.

As mudanças já começaram a ocorrer no ano de 2021, e a ideia é que as escolas se adequem totalmente até o final de 2022 diante das novas diretrizes. Para isso, a BNCC oferece um conjunto de orientações que norteiam a construção da metodologia e da ampliação de horários para o tempo integral em todas as instituições escolares brasileiras.

Quais são as vantagens do Novo Ensino Médio em relação ao tempo integral?

A expansão progressiva do currículo escolar pode representar um melhoramento significativo do ensino nos próximos anos, permitindo que os jovens se aprofundem em assuntos mais condizentes com suas preferências profissionais. O currículo mais amplo e flexível proposto pela reforma promete incluir os anseios e desejos dos estudantes, que podem seguir caminhos diferenciados na formação escolar.

Entenda as mudanças do Novo Ensino Médio em relação ao tempo integral

A autonomia sobre os estudos ainda pode influenciar positivamente a personalidade e o desenvolvimento de habilidades pessoais e profissionais nos alunos. A ideia é que, com o tempo integral, o desempenho em atividades extracurriculares aumente e se torne parte inseparável do processo pedagógico e formativo.

O tempo a mais na escola também pode auxiliar a despertar talentos e a descobrir novas aptidões profissionais nos estudantes. Com isso, os colégios devem se preocupar em incentivar o potencial de forma produtiva e oferecer um ambiente em que os jovens tenham autonomia para tomar decisões e evoluir por conta própria.

Para se preparar da melhor forma para as transformações, é fundamental que as escolas se organizem e iniciem o processo de implementação das mudanças propostas pelo Novo Ensino Médio o quanto antes. O primeiro passo é fazer um levantamento e escutar as demandas dos alunos, professores e comunidade de ensino, estabelecendo um diálogo igualitário e participativo com todos os envolvidos.

A construção do novo currículo também deve passar por planejamento, o que envolve uma equipe capacitada e responsável pelo elaboração das disciplinas, atividades e grupos de trabalho. A implementação deve ser progressiva, sendo que a escola deve criar condições reais para que os itinerários formativos façam parte do currículo pedagógico.

A tecnologia é, sem dúvidas, uma das grandes aliadas para os colégios se adequarem ao Novo Ensino Médio. Isso porque a cultura digital está cada vez mais presente nas instituições escolares e também é uma das competências previstas a serem desenvolvidas, de acordo com a BNCC.

Com as mudanças que o Novo Ensino Médio traz em relação ao ensino em tempo integral, é fundamental que as escolas se preparem da melhor forma para aderirem às normas curriculares instituídas pelo MEC. A Plataforma Eleva pode auxiliar significativamente os colégios nesse contexto ao orientar na definição do currículo, do material didático e na formação dos professores para a adequação à nova realidade.

Quer descobrir como a Eleva pode ajudar a sua escola nesse processo? Entre em contato com a nossa equipe agora mesmo! 

Entenda as mudanças do Novo Ensino Médio em relação ao tempo integral