6 estratégias de avaliação efetivas para aplicar na sua escola

estratégias de avaliação
6 minutos para ler

As estratégias de avaliação são um conjunto de métodos usados para analisar o desempenho dos alunos, medindo seus conhecimentos em determinados assuntos. Entretanto, elas também ajudam em outros aspectos relevantes do processo de ensino-aprendizagem, como explicaremos mais adiante.

Quando as aulas presenciais voltarem, os processos de avaliação terão um papel ainda mais importante por permitirem identificar a eficácia das metodologias adotadas nas aulas remotas.

Entenda a seguir por que é importante saber como avaliar o aluno, veja seis estratégias de avaliação eficazes e saiba como tecnologias educacionais podem ajudar!

Importância das avaliações

As avaliações não são apenas modos de verificar o nível de aprendizado dos alunos. Elas podem contribuir para a construção contínua de conhecimentos, por exemplo. Afinal, dependendo da maneira como são colocadas em prática, estimulam os alunos a estudarem os conteúdos durante todo o ano letivo.

Isso ajuda a evitar que eles se dediquem aos estudos apenas em épocas de provas e outros tipos de atividades avaliativas. Por consequência, eles aprendem mais e fixam melhor os conteúdos. Além disso, não ficam sobrecarregados nem estressados, entre outros benefícios.

Ter estratégias de avaliação eficazes também permite que os professores verifiquem se suas abordagens estão atingindo os objetivos propostos e identifiquem facilmente eventuais lacunas.

Assim, os docentes conseguem pensar em maneiras de preenchê-las, evitando que os estudantes tenham problemas para acompanhar novos conteúdos e garantindo a qualidade do ensino e do aprendizado.

Considerando esses pontos, as estratégias de avaliação serão essenciais no retorno às aulas presenciais para saber os impactos do ensino remoto no aprendizado dos alunos.

6 estratégias de avaliação eficientes

1. Avaliação diagnóstica

Assim que as aulas presenciais voltarem, promova uma avaliação diagnóstica em toda a escola. Isso é importante para verificar se os alunos tiveram o aproveitamento esperado diante das aulas em formato remoto.

Considerando os problemas e dificuldades que surgiram por causa da pandemia, talvez nem todos os estudantes tenham conseguido estudar e absorver os conteúdos de maneira satisfatória.

Com os resultados da avaliação diagnóstica em mãos, é possível descobrir os pontos que precisam ser reforçados e definir as abordagens mais adequadas para atender às necessidades dos alunos.

2. Participação em sala de aula

O ensino remoto também provocou mudanças profundas nas interações entre alunos e professores. No retorno às aulas presenciais, é interessante estimular os estudantes a interagirem, participarem ativamente das atividades propostas em sala e prestarem atenção nas aulas.

Além de conseguirem avaliar o aprendizado observando essas atitudes, os professores também podem usar essas estratégias para ajudar seus alunos a se readaptarem ao ambiente escolar.

3. Métodos alternativos de avaliação

Por mais que as provas tradicionais sejam úteis para avaliar o nível de conhecimento dos alunos sobre determinados assuntos, elas são bastante limitadas. Afinal, há outros tipos de conhecimento que não conseguimos analisar usando apenas esse instrumento, que pode, até mesmo, ser falho devido a fatores subjetivos.

Então, incentive os professores de sua escola a adotarem métodos de avaliação alternativos, como trabalhos práticos, debates, projetos interdisciplinares, resolução de listas de exercícios semanais, entre outros.

Atividades desse tipo permitem fazer uma avaliação mais completa e precisa, que vai além dos conhecimentos teóricos dos alunos e permite acompanhar seu desenvolvimento. Elas também oferecem aos estudantes oportunidades de desenvolver habilidades e competências importantes para toda a vida.

Além disso, na maioria dessas atividades as crianças e os adolescentes se divertem enquanto aprendem e conseguem ver como os assuntos estudados nas aulas podem ser aplicados em seu dia a dia. Isso ajuda a conscientizá-los da importância do aprendizado e os motiva a se esforçarem.

4. Projetos extraclasse

No mesmo sentido da estratégia anterior, proponha projetos extraclasse. Uma boa ideia é explorar problemas reais com o objetivo de encontrar soluções criativas. Temas como preservação ambiental, por exemplo, são extremamente importantes e se relacionam a diversos campos do conhecimento.

Desse modo, esses projetos não só permitem aplicar conceitos aprendidos nas aulas, mas também associar disciplinas diferentes. Por isso, projetos interdisciplinares trazem diversos benefícios e enriquecem o processo de aprendizagem.

Além disso, essas atividades naturalmente exigem a interação entre os participantes, possibilitando a troca de experiências e a aprendizagem colaborativa. Ou seja, uns aprendem com os outros e os professores podem avaliar os alunos a partir dessas trocas.

5. Autoavaliação

Em se tratando de estratégias de avaliação, devemos destacar a autoavaliação. Ao solicitar aos alunos que eles avaliem seu próprio desempenho, os professores fazem com que eles reflitam sobre seu aprendizado, sua postura, suas dificuldades e seu desenvolvimento acadêmico.

Assim, a autoavaliação pode ser usada como uma estratégia para estimular os estudantes a terem mais responsabilidade pelo próprio aprendizado e despertar neles a consciência de que sua participação é importante até mesmo nas avaliações.

6. Ferramentas on-line

Mesmo que as aulas ocorram presencialmente, as ferramentas on-line não devem ser deixadas de lado. Os recursos digitais estão cada vez mais presentes em nosso cotidiano e as tecnologias educacionais têm acompanhado essa transformação.

Antes da pandemia do novo coronavírus, a transformação digital nas escolas era vista como uma realidade distante ou com certa descrença por parte de muitos educadores. Agora, ela vem conquistando ainda mais espaço em escolas de todo o Brasil e soluções nesse sentido são grandes apostas para a educação no pós-pandemia.

Por isso, garanta que seu colégio continuará utilizando recursos digitais como complementos às atividades escolares presenciais. Há ótimas opções como plataformas adaptativas, que viabilizam o ensino individualizado, ferramentas de avaliação on-line, entre outras.

Tecnologia educacional

Independentemente das estratégias de avaliação que você decida adotar em sua escola, lembre-se de que a tecnologia educacional pode ser uma das melhores aliadas para promovê-las. Nesse sentido, a Plataforma Eleva oferece soluções que atendem a várias necessidades.

Além de disponibilizar um material completo, atualizado e contextualizado que cobre todas as disciplinas do ensino infantil ao médio, a Plataforma Eleva também oferece recursos de avaliação on-line.

É possível realizar uma avaliação diagnóstica e, a partir dos resultados, são sugeridas listas de exercícios personalizadas conforme o perfil de cada aluno, que contam com gabaritos e informações sobre o nível de aprendizado nos conteúdos.

Como você viu, as estratégias de avaliação são importantes por diversos motivos, especialmente no retorno às aulas presenciais, já que contribuem para garantir um ensino eficaz e de qualidade aos seus alunos.

Agora que você descobriu como avaliar o aluno de maneira eficaz, entenda como a Plataforma Eleva pode ajudar nesse processo!

6 estratégias de avaliação efetivas para aplicar na sua escolaPowered by Rock Convert