Gestão escolar

Considerada como sendo uma tarefa complexa e fundamental para o bom andamento da escola, a gestão escolar exige do diretor de ensino muito tempo e dedicação — e estar a par de tudo o tempo todo não é tarefa fácil para esse profissional.

Para conseguir uma gestão de qualidade, todos os setores escolares devem funcionar como engrenagens muito bem ajustadas. Pode não parecer, mas o desempenho do aluno sofre uma influência negativa quando alguma dessas engrenagens não funciona direito.

Não existe uma fórmula mágica para ajudar o dono de escola nessa difícil tarefa, mas sim algumas orientações sobre aspectos essenciais aos quais o diretor deve estar atento. Neste artigo, você conhecerá 7 passos importantes que o conduzirão até o tão almejado sucesso!

1. Faça um bom planejamento da gestão escolar

O planejamento escolar é uma etapa fundamental em toda gestão. Muitos diretores se preocupam em fazer apenas um planejamento financeiro da escola, porém, ele deve estar presente em todos os setores.

Estabeleça objetivos bem definidos sobre o que você pretende alcançar a curto, médio e longo prazo. Depois disso, estipule metas que funcionarão como passos a seguir para que ele seja alcançado. Por último, defina quais serão as estratégias a serem utilizadas para isso.

Esteja comprometido a seguir o planejamento o máximo possível. É claro que imprevistos acontecem pelo caminho, mas um bom planejamento será útil até na hora do improviso!

2. Use a tecnologia a seu favor

Esse é um aliado indispensável para qualquer diretor que queira se sair bem em sua tarefa. Procure por uma boa plataforma que reúna todas as informações sobre sua escola em um só lugar. Assim, você terá uma visão mais ampla sobre todos os setores, por meio de um acesso prático e rápido, e de maneira precisa.

Não só os donos de escola, mas também, professores, pais e alunos, podem obter vantagens com o uso de um sistema de ensino. Hoje em dia, é importante que se tenha acesso às informações que você deseja, em qualquer lugar e a qualquer hora, e esse tipo de ferramenta tecnológica proporciona isso a todos os envolvidos.

3. Tenha domínio sobre o controle financeiro

Quando se fala em departamento financeiro, logo se pensa nas mensalidades dos alunos e nos gastos que a escola tem, mas ele vai muito além disso. O que mais preocupa um diretor é a inadimplência. Quando a taxa de inadimplência é alta, a saúde financeira da escola corre perigo.

Para diminuir a quantidade de mensalidades em atraso, ter um bom departamento de cobrança é fundamental. Uma ideia é mandar mensagens para os pais ou responsáveis por meio de e-mails, SMS ou WhatsApp, lembrando-os da data de vencimento. Alguns dias após a data, se a mensalidade não for paga, mande mensagens lembrando que ela está em aberto.

Se mesmo assim o atraso persistir, é hora de um contato pessoal para tentar saber o que está acontecendo. Às vezes, a família está passando por uma dificuldade pontual e negociar um desconto já a ajudará a manter as mensalidades em dia.

Ter um controle sobre esses descontos e bolsas de estudo é extremamente necessário para não “entrar no vermelho”. Manter os indicadores sobre a receita e as despesas da escola atualizados e disponíveis é imprescindível na hora da tomada de decisões. Uma boa plataforma ajuda na hora de reunir todas essas informações.

4. Crie uma boa rede de relacionamentos

Ser o dono de uma escola é saber cuidar do seu espaço físico e também manter um bom relacionamento com todas as pessoas envolvidas com ela. Esse é outro desafio enfrentado pelo diretor.

Para que esse relacionamento seja agradável, uma gestão participativa é um bom começo. Convidar os pais, os profissionais envolvidos com a escola e até mesmo os alunos para participarem da gestão escolar, permitirá que se tenha visões diferentes sobre os problemas da escola e fará com que se conheça as expectativas e necessidades de cada grupo.

Esse tipo de gestão traz os pais para perto da escola, levando-os a se interessarem e acompanharem o aprendizado de seus filhos. Ao serem ouvidos, os alunos se sentem queridos e importantes, e não há como negar que, quando pais e alunos estão satisfeitos, eles não pensam em mudar de escola — e, por essa razão, a taxa de evasão cai.

5. Acompanhe as estratégias de marketing

O número de escolas tem crescido muito e, com isso, a concorrência também. Para lidar com ela, sua equipe de marketing deve conhecê-la e descobrir o que está dando certo ou não na captação de seus alunos.

Atrair os alunos e levá-los a efetuarem a matrícula são passos cruciais para alcançar o sucesso. Além disso, criar meios de fortalecer a sua marca e fazer com que ela esteja presente na cabeça das pessoas é outra preocupação da responsabilidade dessa equipe e (lógico!) do dono da escola também.

6. Mantenha o foco principal na gestão pedagógica

Nenhum dos passos anteriores terá valor se a atenção principal não for dada ao setor pedagógico. Não queremos dizer que os outros departamentos são menos importantes, mas é inegável que a escola existe com o objetivo principal de proporcionar um aprendizado de qualidade para seus alunos.

Ela tem a obrigação de oferecer um ambiente saudável e agradável, bem organizado, e com um corpo docente bem qualificado e motivado. Tudo isso influenciará de modo positivo o desempenho do aluno em sala de aula.

O aluno que está satisfeito consegue bons resultados, e os indicadores de desempenho que apontam para esse sucesso são um determinante importante da qualidade de ensino oferecida naquela escola. Os pais sempre procuram saber sobre esses indicadores na hora de considerarem a matrícula ou rematrícula de seus filhos.

O material usado pelo aluno deve ser atual e contextualizado com a sua realidade. Um sistema de ensino pode oferecer atividades que vão além da sala de aula, permitindo que o estudo continue em casa. Por meio dela, o professor pode acompanhar o desempenho do aluno nessas tarefas, trabalhando em cima de dificuldades que ele venha a apresentar.

7. Analise os resultados dos indicadores de qualidade

Os indicadores de desempenho são ferramentas que quantificam a performance dos mais variados itens ou setores da escola e têm a função de gerar informações relevantes para o seu desenvolvimento.

Com os resultados obtidos em mãos, o diretor deve analisá-los para, assim, poder tomar as decisões corretas para uma boa gestão da sua escola. Eles permitirão que o dono da escola concentre sua atenção e corrija ações nos setores que estão apresentando problemas, gerenciando melhor o seu tempo.

Como vimos, a escola é o perfeito entrosamento entre duas áreas bem distintas: a administração e a pedagogia, que juntas produzem excelentes resultados para a qualidade da educação dos alunos.

E para que a gestão escolar seja de sucesso, o diretor tem que dar conta de todos os aspectos que estão envolvidos no ambiente escolar. É muita coisa para uma pessoa só, mas uma boa plataforma digital pode ser a ajuda que você precisa para melhorar a gestão de forma significativa.

Se você também enfrenta esses desafios diariamente, não deixe de entrar em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This