importância da família mãe e filha escrevendo em um caderno
Qual é a importância da família para o sucesso nos estudos?
5 (100%) 2 votes

Participar das reuniões escolares, verificar a realização das tarefas e perguntar ao filho sobre suas experiências são exemplos de atitudes que ajudam a estabelecer uma conexão com as demais áreas de sua vida, colaborando para o seu crescimento. Nesse contexto, o bom relacionamento dos pais com a escola se mostra essencial para acompanhar os progressos da criança, tanto no âmbito cognitivo, quanto social e pessoal.

Pensando nisso, mostraremos como a família pode contribuir no aprendizado e na formação da criança e qual é a importância da parceria entre os responsáveis e a escola. Confira!

Indisciplina na Escola - projeto Político Pedagógico

Como a família pode ajudar?

Família e escola devem estabelecer uma relação de parceria no processo de aprendizagem e desenvolvimento das crianças e jovens para o futuro. Dessa forma, é importante que os responsáveis coloquem algumas ações essenciais em prática. Veja, a seguir, quais são elas.

Valorizar o trabalho da escola

A escola é o principal lugar que a criança tem para obter conhecimento. Além disso, é o local onde ela terá contato com outras pessoas de sua faixa etária, podendo criar laços de amizade. Contudo, apesar de a instituição de ensino ser responsável por criar um ambiente favorável para o estudo, essa não é uma função exclusiva dela.

Ao passar grande parte do seu dia na escola, a criança aprende e reforça valores assimilados em casa. Nesse sentido, lidar com as frustrações, aprender a cumprir prazos e respeitar o próximo são alguns exemplos. É por esses motivos que o trabalho da escola deve ser valorizado pelos responsáveis.

O aluno deve entender, com a ajuda da família, que aprender é positivo e necessário. Para tanto, pode-se recorrer a referências do dia a dia. Como fazer juntos as contas do supermercado, demonstrando a importância da matemática, ou solicitar sua ajuda nas tarefas domésticas, incentivando as boas práticas. Os outros membros da família também podem ajudar, apresentando o que foi aprendido e explicando como essas lições são úteis na sua rotina.

Acompanhar o aprendizado

Acompanhar o aprendizado é importante e deve ser feito de duas maneiras. Primeiramente, é preciso saber como está a escola para a criança, dando a ela voz ativa, espaço para contar as novidades e abertura para que sinta que suas necessidades estão sendo atendidas. Dessa forma, além de acompanhar o aprendizado do filho e saber como estão os relacionamentos na instituição de ensino, os responsáveis ainda demonstram preocupação e interesse na em sua vida.

A segunda maneira é frequentar a escola do filho. Afinal, nas reuniões de pais e responsáveis são passadas orientações importantes sobre cada aluno e podem ser evidenciados problemas em comum. Outras atividades destinadas a família, como encontros e festas também não devem ser deixadas de lado. Afinal, conhecer os educadores do filho é uma ação que demonstra valorização da escola e ajuda a estreitar laços.

Estimular o desenvolvimento do aluno

Uma relação de confiança entre escola e família é importante para que a criança tenha mais segurança e vontade de explorar novas experiências, além de descobrir sua própria identidade. Afinal, se os responsáveis confiam na instituição de ensino e no que é proposto por ela, todas as atividades serão valorizadas e realizadas com dedicação.

É possível, ainda, que essas experiências vividas no ambiente externo sejam continuadas em casa, estimulando o desenvolvimento do aluno. Além disso, vale ressaltar que os pais engajados contribuem para a felicidade e segurança dos seus filhos.

Atentar às atitudes dos filhos

A educação tem início em casa, antes mesmo de a criança começar a frequentar a escola. Sendo assim, é com a família que ela aprende valores como a honestidade, pontualidade, solidariedade e respeito, que fazem parte de boas práticas.

Na instituição de ensino, além de aprenderem matérias como matemática, ciências e português, há um reforço dos bons costumes aprendidos em casa. Por isso, é fundamental que os pais estejam atentos às atitudes dos filhos, já que nem sempre a convivência na escola é aquela que foi ensinada em casa, e vice-versa.

Comportamentos inadequados podem atrapalhar a concentração e o aprendizado, além de gerar possíveis conflitos com professores e outros colegas. Sendo assim, é preciso que a família tenha uma boa comunicação com o colégio, para que problemas sejam resolvidos rapidamente.

Quais são os benefícios da parceria entre escola e família?

Na pesquisa  A importância da família na escola para a construção do desenvolvimento do aluno, realizada pela Doutora Elaise Mara Ferreira Crepaldi, professora do curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Paraná, evidencia-se que a função da escola é distinta do papel familiar, mas ambas são fundamentais para que o desenvolvimento do aluno aconteça de forma satisfatória. Sendo assim, é essencial que ocorra uma parceria entre o núcleo familiar e a instituição de ensino.

Afinal, ao participar ativamente da vida dos filhos a família demonstra se importar com eles. Esse estreitamento de laços impacta diretamente no desempenho escolar e construção da base emocional do aluno.

Além desses pontos, confira abaixo os outros benefícios dessa parceria!

Melhoria no desempenho escolar da criança

Quando os pais estão presentes na vida escolar de seus filhos e se engajam para ajudá-los, há melhoras no desempenho. Afinal, a tendência é que crianças amadas e apoiadas sejam mais felizes e satisfeitas, aumentando a probabilidade de se esforçarem e dedicarem. Além disso, a família que procura saber como é o comportamento do filho em sala de aula, suas notas e dificuldades nas matérias está disposta a ajudar os educadores adotando algumas medidas em casa.

É muito importante acompanhar as tarefas de casa e buscar, junto com a escola, soluções para melhorar o rendimento do filho. Se a criança tem dificuldade em português, por exemplo, é possível fazer um acompanhamento das tarefas e trabalhos de casa ou até contratar um professor particular. Essa atitude também contribui para a melhora do desempenho escolar.

Desenvolvimento de habilidades socioemocionais

Existem habilidades socioemocionais  que precisam ser desenvolvidas desde cedo, como o pensamento crítico e inteligência emocional. Para tanto, deve-se estimulá-las frequentemente, ou seja, tanto em casa quanto na escola. Assim, a criança terá aptidão para pensar antes de agir e reagir. Colocando-se no lugar do outro e interpretando seus próprios sentimentos e os de terceiros.

Nesse contexto de aprendizados, também são estimuladas a autoconfiança e autoestima. Em conjunto, essas habilidades ajudam na construção de relações saudáveis com as outras pessoas, embasadas na honestidade e ética. Além disso, com elas, o aluno tem noção de seu potencial e de suas qualidades.

Sociabilização com outros alunos

Crianças que tem uma boa relação familiar tendem a ter mais facilidade para socializar com outros colegas. Afinal, o diálogo é uma das questões mais importantes para estabelecer uma boa convivência entre a criança e a família. Isso é fundamental para adquirir competências para o resto da vida, como lidar com as frustrações e diferenças, saber conversar e trabalhar em grupo, entre outros.

A família é a principal responsável pela educação das crianças . Ao mesmo tempo, é o seu porto seguro e sua fonte de valores e crenças. Já a escola é fundamental no processo de aprendizagem e na formação do aluno enquanto cidadão. Dessa forma, é imprescindível que haja uma boa comunicação entre as duas partes para o sucesso deles nos estudos.

Gostou do nosso conteúdo sobre a importância da família e da escola para o sucesso dos alunos nos estudos? Então, não deixe de curtir a nossa página do Facebook e conferir outros artigos sobre educação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Shares
Share This