Networking para profissionais da educação: saiba como pode ser feito

Networking para profissionais da educação: saiba como pode ser feito
6 minutos para ler

Fazer networking é essencial para qualquer profissional, inclusive os da área da educação. Esse termo pode ser traduzido literalmente para o português como “rede de contatos”, e caracteriza uma conexão que traz benefícios para ambas as partes.

O networking permite conhecer outros profissionais da sua área de atuação — alguns mais experientes — e manter contatos antigos. Isso ajuda a compartilhar informações e experiências de trabalho.

Como resultado, essas interações proporcionam ensinamentos valiosos para o desenvolvimento da carreira e o crescimento profissional. Além disso, também é possível se manter atualizado sobre as novidades em educação e, até mesmo, encontrar novas oportunidades de atuação na área.

Então, descubra neste artigo algumas dicas de como fazer networking especiais para profissionais da área de educação!

Participe de eventos

Uma das maneiras mais eficientes e comuns de fazer networking é participar de eventos voltados à área de educação. Nessas ocasiões, um grupo de pessoas com perfis profissionais, formações e carreiras semelhantes se reúnem para discutir assuntos relevantes para seus trabalhos.

Assim, fica muito mais fácil encontrar as pessoas certas para compartilhar experiências e práticas educacionais. Porque os objetivos dos participantes ao participarem de eventos profissionais geralmente são semelhantes e todos estão no mesmo espaço, o que facilita o contato.

Você pode frequentar festivais, congressos, feiras, conferências, palestras, entre outros tipos de eventos para se conectar com outros profissionais. Um bom exemplo é o Nova E-ducação.

Esse festival ocorrerá ainda em 2020 em formato totalmente on-line e imersivo, o que é inédito no Brasil. Ele contará com a participação de diversos especialistas convidados que abordarão temas variados e educadores de todo o país.

É uma ótima oportunidade para todos os profissionais da educação que estão em busca de novidades e que desejam desenvolver novas habilidades para lidar com as transformações na área.

Faça cursos

Investir em cursos talvez seja uma das dicas mais importantes que podemos sugerir. Além de trazerem novos aprendizados e ajudarem a desenvolver habilidades para se tornar um educador cada vez melhor, eles são ótimas oportunidades de ampliar seu networking.

Especializações, workshops, cursos de curta duração que visam garantir a formação continuada de professores, por exemplo, geralmente são procurados por pessoas que buscam adquirir ou aprimorar conhecimentos específicos e fortalecer seu networking.

Em outras palavras, esse é um ambiente rico em que os profissionais têm interesse em se desenvolver, estão abertos a partilhar ideias, têm afinidades e trabalhos parecidos. Então, você se beneficia de várias maneiras.

Ao escolher um curso, tenha o cuidado de optar por aqueles que trazem assuntos que vão ajudar no seu dia a dia de trabalho. Por mais que qualquer conhecimento sempre seja válido, é fundamental priorizar o que trará contribuições mais significativas para a sua carreira.

Crie um perfil no LinkedIn

Atualmente, as redes sociais não servem apenas para cultivar relacionamentos pessoais. O LinkedIn é uma prova disso. Ele foi criado especificamente para ser usado em contexto profissional.

Nessa rede, profissionais do mundo inteiro podem se conectar e trocar ideias, informar dados relevantes para a carreira — formação, histórico profissional, habilidades linguísticas —, como se fosse um currículo, e fazer postagens.

Se você tiver dificuldade para participar de algum evento, seja por acontecer em cidades distantes da sua, seja por não poder se ausentar do trabalho, o LinkedIn pode ser uma saída.

Entretanto, é preciso ter em mente que essa rede social não deve ser usada para fins pessoais. Use o LinkedIn para mostrar que você tem domínio sobre a sua área, buscar dicas com profissionais mais experientes e compartilhar conteúdos que sejam relevantes e úteis para aqueles que têm menos vivência na área.

Aproveite as ferramentas de outras redes sociais

Mesmo que o LinkedIn seja mais recomendável para fazer networking, isso não quer dizer que você não possa aproveitar outras redes sociais para isso. Tomando cuidado para não misturar demais sua vida pessoal e profissional e transmitir uma imagem negativa aos seus colegas de trabalho, pais e responsáveis de alunos, elas são ferramentas interessantes para atingir esse objetivo.

No Facebook, por exemplo, você pode criar uma página para postar informações sobre a sua carreira e o dia a dia trabalhando em uma escola. Ofereça dicas, responda os seguidores quando comentarem em suas postagens ou enviarem mensagens privadas, crie postagens educativas que abordem temas complexos da sua área.

Assim, além de contribuir para a formação e o desenvolvimento de profissionais menos experientes, você mostra o seu domínio sobre a área. De certa forma, é mais uma maneira de continuar atuando como educador.

Há várias opções de redes sociais. Procure entre as que você já utiliza aquela que é mais apropriada para o seu perfil e oferece os recursos necessários para transmitir suas ideias de maneira adequada para as pessoas certas.

Participe de comunidades de educadores on-line

Já é possível encontrar na internet plataformas e sites voltados especialmente para educadores e professores que desejam manter contato com seus pares para trocar ideias. Há espaços até mesmo dentro de algumas redes sociais, como grupos de Facebook, WhatsApp, Telegram.

Esses profissionais interagem nesses espaços aprendendo e ensinando estratégias para aprimorar o aprendizado de seus alunos e suas práticas pedagógicas. Esse recurso é interessante por ser bastante prático e já ter o objetivo de promover diálogos entre professores e educadores.

Por mais que seja possível fazer isso usando outros meios, é muito mais fácil iniciar uma conversa quando os profissionais já estão em um ambiente feito para isso. No caso de plataformas dedicadas a reunir educadores, há recursos especiais que podem otimizar ainda mais as interações.

Um bom networking contribui bastante para melhorar o seu trabalho. Afinal, ao discutir problemas em comum, conhecer experiências de outros professores, compartilhar e descobrir novas metodologias e práticas, você passa a olhar as situações sob perspectivas diferentes e pode encontrar soluções mais criativas diante de desafios.

Já que estamos tratando de networking, aproveite para curtir a nossa página no Facebook. Lá você fica sabendo de informações interessantes sobre educação e pode conhecer outros profissionais da área.

Networking para profissionais da educação: saiba como pode ser feitoPowered by Rock Convert
[eBook Gratuito]
[eBook Gratuito]