O guia sobre os projetos inovadores na escola

projetos inovadores na escola
17 minutos para ler

Implementar projetos inovadores na escola é uma estratégia que pode ser usada na gestão escolar para garantir a qualidade e a eficácia do ensino. Eles também permitem que o colégio ofereça uma formação completa aos estudantes, capaz de abranger múltiplos aspectos de seu desenvolvimento, inclusive competências socioemocionais.

Há diversas possibilidades de projetos e cada um deles atende a finalidades específicas. Então, pode ser difícil saber por onde começar a estudar o assunto. Entretanto, para se beneficiar é preciso entender, pelo menos, o que significa ter um projeto inovador na escola, quais objetivos ele pode atingir e como colocá-lo em prática.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para ajudar você. Aproveite!

O que são projetos inovadores na escola?

No contexto escolar, projetos inovadores são iniciativas que contribuem para o processo de ensino-aprendizagem sem se limitar à sala de aula. Eles focam não só conhecimentos técnicos e teóricos, mas também habilidades e competências individuais.

Podem ser aplicados de várias maneiras, seja por meio da realização de projetos extraclasse e atividades complementares, seja por mudança na organização dos espaços. Então, entenda como os projetos inovadores funcionam nessas perspectivas.

Atividades extraclasse

Combinando tendências pedagógicas, os projetos inovadores realizados como atividades extraclasse permitem que os alunos participem ativamente, em conjunto, para alcançar um objetivo comum ou resolver problemas, por exemplo. Também podem ser aliados na preparação dos estudantes para compreender e assumir determinados papéis na sociedade.

Muitas vezes, os projetos inovadores têm relação com seu dia a dia ou questões relevantes que podem fazer alguma diferença no mundo. Então, geralmente, eles têm o potencial de provocar mudanças sociais ou ambientais. Tudo isso, reconhecendo o valor do trabalho realizado por todos os alunos que participam das atividades.

Atividades complementares às aulas

Os projetos inovadores podem ser usados como complemento para os conteúdos estudados em sala, ajudando os alunos a assimilar os conceitos aprendidos ou a colocá-los em prática. Nesse caso, podem ser usadas ferramentas digitais e recursos como jogos educacionais ou redes sociais na educação.

Para isso, eles devem estar alinhados ao projeto político pedagógico do colégio, reforçando a qualidade do ensino oferecido. Desse modo, as ações desenvolvidas neles caminham ao lado das outras atividades e projetos que fazem parte do calendário escolar.

Espaços inovadores

Em alguns casos, o conceito de projetos inovadores também é associado aos espaços físicos das escolas. Assim, a organização dos ambientes, como bibliotecas, salas de estudos, salas de aulas e espaços de convivência, pode ser pensada de modo a favorecer a inovação.

Espaços que consideram esse conceito são caracterizados por estimular a interação entre os alunos e oferecer mais liberdade para eles realizarem as suas tarefas. Nas salas de aulas, os professores podem adotar o uso de mesas coletivas ou distribuir as carteiras em formato de “U”, por exemplo. Outro ponto a se pensar é a acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida.

Por que vale a pena investir em projetos inovadores?

Projetos inovadores trazem inúmeros benefícios para os colégios que os adotam e transformam a vida de todos os envolvidos. Isso é possível porque eles consideram a realidade dos alunos e da sociedade. Abordaremos agora algumas razões para adotá-los.

Promovem o engajamento dos alunos

Quando usados como complemento de uma ou mais disciplinas, os projetos inovadores ajudam a engajar os alunos. Primeiramente, por ajudarem os educadores a mostrar a eles a importância do que foi aprendido.

Em segundo lugar, porque ver que os conhecimentos transmitidos na sala de aula são aplicáveis fora dela e ter um papel ativo no processo de aprendizagem é mais estimulante. Assim, os alunos se sentem motivados a se dedicarem.

Em terceiro lugar, os educadores podem aproveitar para conscientizá-los de problemas enfrentados pela sociedade. Isso tende a despertar um senso de dever, fazendo com que os estudantes desejem se envolver e se esforçar para promover mudanças.

Otimizam o aprendizado e o desenvolvimento dos estudantes

Em muitos casos, os educadores exploram a interdisciplinaridade por meio desses projetos. Associar campos do saber ajuda os estudantes a estabelecer conexões entre temas, o que lhes permite realmente compreendê-los e fixá-los melhor.

Além disso, eles contribuem para o desenvolvimento de habilidades fundamentais, como colaboração, comunicação e criatividade. Os participantes desses projetos aprendem a se comunicar melhor, lidar com visões distintas e construir soluções em conjunto, por exemplo.

Por consequência, os estudantes são estimulados a buscar conhecimentos para colaborar com a equipe do projeto e alcançam resultados melhores. O resultado é a otimização do aprendizado, que se torna mais eficaz em todos os âmbitos — escolar e pessoal.

Preparam os alunos para atender às demandas do mundo contemporâneo

No mundo contemporâneo, é essencial ter a capacidade de filtrar informações, disponíveis em volumes cada vez maiores, para conseguir utilizá-las a nosso favor. Pensamento crítico, proatividade e autonomia são grandes aliados nisso.

Sendo assim, trabalhar habilidades socioemocionais é uma maneira de a escola preparar os estudantes para se tornarem profissionais competentes e bem-sucedidos no futuro. Isso significa: pessoas capazes de usar seus conhecimentos acadêmicos da melhor maneira possível, lidar bem com suas emoções e ter bons relacionamentos com os colegas.

Nos projetos inovadores, os alunos ganham voz e são incentivados a associar conhecimentos de áreas distintas para encontrar soluções adequadas aos desafios propostos. Então, eles também aprendem a lidar com adversidades.

Ajudam a conscientizar os estudantes

Dependendo do escopo do projeto, a escola pode aproveitar para conscientizar os alunos de problemas sociais ou ambientais, por exemplo. Usando a abordagem correta, os educadores levam os estudantes a encarar essas questões complexas de perto e refletir sobre elas.

Como resultado, as crianças e os jovens entendem melhor o mundo em que vivem, ficam cientes de desafios enfrentados pela sociedade e são convidados a pensar sobre maneiras de torná-lo melhor. Então, percebem que, por meio de atitudes simples, eles podem fazer algo a respeito, tornando-se cidadãos conscientes e dispostos a “fazer a sua parte”.

Nesse sentido, os alunos formados em escolas que adotam projetos inovadores se tornam mais capacitados em relação a buscar medidas para resolver problemas complexos que afetam a humanidade.

Otimizam a utilização de recursos na escola e fora dela

Alguns tipos de projetos inovadores dependem do uso de tecnologia ou incentivam os alunos a utilizarem certos recursos, como água e energia elétrica, de maneira consciente. Portanto, a rotina na escola é transformada, impactando toda a comunidade escolar.

A equipe pedagógica consegue otimizar sua rotina e usar seu tempo de maneira mais proveitosa, uma vez que recursos tecnológicos automatizam e facilitam a realização de tarefas. Além disso, ela economiza recursos materiais, evitando impressões desnecessárias, por exemplo.

Os estudantes são incentivados a adotar práticas sustentáveis na escola e levam o aprendizado para suas casas, influenciando os familiares a adotarem as mesmas atitudes positivas — ou seja, essas ações têm o potencial de provocar mudanças significativas fora do colégio.

Na escola, os efeitos são sentidos em diversos níveis. A sobrecarga dos professores é reduzida, o andamento das aulas melhora — quando ferramentas de ensino passam a ser usadas, por exemplo —, e os custos com materiais, eletricidade e água diminuem.

O guia sobre os projetos inovadores na escola

Como investir em projetos inovadores na gestão escolar?

Para colocar projetos inovadores em prática na sua escola, além de entender como funcionam e por que valem a pena, é preciso saber quais temáticas podem ser abordadas e quais são as etapas necessárias para implementá-los. Então, trataremos desses assuntos nesta seção.

Temáticas que podem ser exploradas em projetos inovadores

Várias temáticas podem ser exploradas em projetos inovadores, mas algumas se destacam, considerando os desafios contemporâneos, o grau de dificuldade de abordá-los e a infraestrutura exigida.

Tecnologia e inovação

Esses assuntos são tendências em diversos setores. Na educação, eles também podem ser explorados de várias maneiras. São úteis como ferramentas para complementar as aulas, enfrentar dificuldades e promover mudanças no ambiente escolar.

Um dos modos de explorar a tecnologia na educação é usar uma plataforma de ensino para individualizar a aprendizagem, ou seja, os recursos oferecidos por esse tipo de plataforma permitem que o aluno aprenda em seu próprio ritmo, de acordo com as suas dificuldades e necessidades específicas.

Esses recursos podem ser utilizados até mesmo durante as aulas, evitando que elas sejam meramente expositivas. Isso facilita, por exemplo, a inclusão de alunos com distúrbios de aprendizagem.

Outra ideia é oferecer aulas ou organizar competições que envolvam o uso de tecnologias. Dependendo dos objetivos da proposta, a sua escola pode organizar sessões de filmes ou séries educativas e promover concursos ou festivais relacionados a teatro, música e cinema.

Desenvolvimento social

Esse tema é complexo e, assim como tecnologia e inovação, permite diversas abordagens. O desenvolvimento social pode ser promovido pela educação pensando tanto na formação dos alunos de sua escola como no impacto que as ações promovidas por ela trazem à comunidade local.

No primeiro caso, pode focar as habilidades socioemocionais dos estudantes. Isso possibilita que eles se tornem adultos conscientes e preocupados em fazer algo para melhorar as condições no local onde vivem ou transformar a realidade de certo grupo de pessoas.

No segundo caso, é possível propor ações que visem envolver a família dos alunos. Um exemplo é criar um projeto de leitura na escola para não só incentivar essa prática e auxiliar no processo de alfabetização, mas também permitir que os familiares estejam presentes, estreitando os laços e potencializando a aprendizagem.

A equipe pedagógica também pode identificar problemas específicos enfrentados pelos alunos, seus pais, educadores ou outros profissionais da escola. A partir disso, é indicado elaborar um projeto que vise saná-los com a ajuda dos estudantes.

Sustentabilidade

Discutir impactos ambientais e maneiras de reduzi-los é extremamente relevante no mundo contemporâneo. Para preservar nosso planeta, precisamos, sobretudo, conscientizar as nossas crianças e adolescentes, que serão os responsáveis por tomar decisões importantes no futuro.

Esse tipo de projeto inovador promove a conscientização ambiental na escola. Ele faz com que os alunos entendam a importância do meio ambiente e como os nossos hábitos o prejudicam. Além disso, mostram maneiras de evitar ou, pelo menos, diminuir os danos para conservá-lo.

Para implementar projetos inovadores voltados à reciclagem, os educadores podem organizar oficinas de criação de brinquedos com materiais recicláveis ou incentivar os alunos a realizarem campanhas de preservação ambiental.

Também é possível plantar uma horta com a ajuda dos alunos. Nesse caso, os educadores podem aproveitar para ensinar conceitos de Ciências, por exemplo. Os alimentos produzidos podem ser doados para ONGs, abrigos ou comunidades carentes, abrangendo aspectos sociais.

Um projeto mais complexo poderia envolver a criação de um sistema de captação de água da chuva para reaproveitá-la e economizar esse recurso natural nas dependências da escola. Se a questão é tratada com seriedade pela unidade, todos os membros da comunidade escolar se sentem mais estimulados a ter uma vida sustentável.

Etapas a serem seguidas para implementar um projeto inovador

As principais etapas para elaborar e implementar projetos inovadores na escola são: escolha e delimitação do tema, planejamento das ações, execução do plano e divulgação dos resultados. Explicaremos cada uma delas em detalhes, mostrando como realizá-las.

Escolha e delimitação do tema

Para definir o tema de um projeto inovador, é necessário observar alguns aspectos, pois precisa estar de acordo com o projeto pedagógico. Assim, ele ajudará a tornar o ensino mais eficaz e aprimorará a imagem da escola, ao transmitir seus valores. Também é essencial que os objetivos sejam alcançáveis e que a escola tenha os meios e os recursos exigidos para colocar as ideias em prática.

Além disso, o assunto precisa ser adequado ao perfil dos alunos, considerando desde aspectos como idade, interesses e aptidões até eventuais desafios enfrentados por eles em seu cotidiano. Desse modo, a iniciativa será relevante para eles, ao estimular o envolvimento, o que gera os resultados positivos que mencionamos na seção anterior.

Planeje as ações

Após identificar um problema relevante no contexto escolar que pode ser resolvido ou amenizado por meio de um projeto inovador, a equipe pedagógica deve determinar os passos para executar o plano.

Para isso, ela deve:

  • definir as ações que serão realizadas;
  • estimar o tempo necessário para concluir cada atividade;
  • estabelecer prazos;
  • determinar o que será necessário para efetuar as atividades — materiais, ferramentas, espaços, entre outros;
  • especificar os recursos financeiros que serão destinados ao projeto;
  • indicar quais turmas poderão participar.

É importante manter os pais informados do plano e observar suas opiniões sobre ele para garantir que estejam de acordo. Além disso, essa é uma maneira de mostrar como a escola se esforça para criar as melhores condições para o desenvolvimento dos seus filhos.

Execute o plano

Depois de delimitar o que será feito, como, com quais recursos, em quanto tempo e por quem, a equipe pedagógica está pronta para partir para a execução do projeto. Os passos seguintes dependem da natureza dele.

Em projetos que funcionam como complementos das aulas, a próxima etapa será introduzir os elementos necessários, podendo ser desde dispositivos eletrônicos até a adoção de abordagens de ensino inovadoras.

Se envolver mudanças nos espaços da escola, o próximo passo será contratar uma empresa que ofereça os serviços de que a ela precisa e apresentar a ideia aos alunos. Em algumas situações, os próprios professores ou outros funcionários conseguem efetuar as modificações, como no caso de dispor os móveis na sala de maneira diferenciada.

No caso de projetos extraclasse com a finalidade de propor ideias para solucionar um problema, os professores deverão buscar alunos interessados em participar. O ideal é fazer isso assim que todas as condições para realizá-los sejam satisfeitas, iniciando as atividades no momento o qual os estudantes demonstrarem interesse.

Em seguida, o professor responsável pelo projeto deve dividir os participantes em equipes, distribuir as tarefas, dar todas as orientações importantes e combinar prazos. Durante a execução de cada fase, dependendo da idade dos estudantes e do tema do projeto, o educador acompanha as ações sem interferir nelas, mas fica à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas que surjam no processo.

Divulgue os resultados

Depois de implementar o projeto inovador, a equipe pedagógica pode apresentar os resultados aos pais em uma reunião. Uma opção é organizar um evento para que os estudantes participantes falem das ações realizadas. Essa é uma maneira de reconhecer os seus esforços e deixar que eles continuem sendo protagonistas do projeto.

A comunidade em geral também pode ser informada, se for pertinente. Isso é um modo de reafirmar o compromisso social da escola e mostrar como ela pode causar impactos na sociedade por meio da educação.

Qual é a relação entre projetos inovadores na escola e a retenção de alunos?

Pensando nos benefícios de incluir projetos inovadores na escola e em como eles influenciam os alunos, é natural se perguntar se eles têm algum efeito na retenção dos estudantes. Nesta seção, analisaremos essa questão apontando alguns efeitos dessas iniciativas.

Desempenho dos alunos

Conforme mencionamos, os projetos inovadores motivam os alunos, promovem o engajamento deles e otimizam o seu aprendizado. Desse modo, o seu desempenho naturalmente melhora.

Um dos motivos que faz isso possível é o fato de que entender e internalizar conceitos se torna mais fácil para o estudante quando ele consegue aplicá-los e ver a sua relevância no contexto no qual vive.

Além disso, um estudo da Consultoria McKinsey indica que a motivação dos alunos é capaz de influenciar os seus resultados. Sendo assim, ela pode ser apontada com um dos fatores determinantes para o sucesso dos estudantes.

Então, por conseguir motivar os jovens e despertar seu interesse de um modo que outras estratégias não são capazes, projetos inovadores têm um papel importante em seu desempenho escolar. Isso também os leva a querer permanecer na escola.

Satisfação dos pais

Ao ver a motivação dos filhos aumentar e notar os efeitos em seu desempenho, eles se sentem mais satisfeitos com o colégio. Além disso, quando as escolas adotam projetos que incluem os familiares dos estudantes, os pais conseguem ver quais ensinamentos estão sendo transmitidos aos seus filhos e ficar mais próximos deles.

Para garantir isso ao implementar projetos inovadores, certifique-se de apresentá-los e mostrar o andamento e os resultados nas ocasiões em que tiver contato com os responsáveis pelos alunos.

Você também pode aproveitar para encantá-los por meio de dinâmicas na reunião de pais. Assim, eles conhecerão os projetos em que seus filhos estão envolvidos e terão a oportunidade de experimentar na prática o tipo de trabalho desenvolvido pela equipe pedagógica.

Preservar a transparência e cultivar uma relação de proximidade com os responsáveis faz com que eles se sintam seguros de que escolheram um bom colégio, levando-os a manter seus filhos matriculados nele.

Imagem positiva da escola diante da comunidade em geral

Os impactos causados por vários tipos de projetos inovadores não se restringem ao espaço do colégio e à comunidade escolar. Assim, em muitos casos, os resultados são sentidos pela comunidade em geral.

Há casos de projetos inovadores bem-sucedidos ao redor do mundo que se tornaram bastante populares e atraíram a atenção de educadores, pais e estudantes, como é o caso da escola finlandesa Saunalahti. Os colégios responsáveis por eles se tornam reconhecidos e são vistos como bons exemplos.

Então, as escolas que se preocupam em implementar iniciativas inovadoras constroem uma imagem positiva perante a sociedade. Isso ajuda a evitar a evasão escolar e a atrair novos alunos.

Considerações finais

Projetos inovadores na escola trazem benefícios variados aos alunos, melhorando seu desempenho, aumentando sua motivação e fazendo com que eles o seu engajamento no processo de ensino-aprendizagem seja maior. Essas iniciativas também os preparam para enfrentar os desafios com os quais eles se depararão quando chegarem à vida adulta.

Além disso, eles podem abranger diversos assuntos e ser realizados de várias maneiras, desde o uso de plataformas de ensino, passando por projetos sociais e reorganização da escola. Isso significa que é possível colocá-los em prática com um orçamento baixo.

Então, qualquer diretor escolar ou, em alguns casos, o próprio professor, consegue implementar projetos inovadores na escola. Dependendo da iniciativa escolhida, basta ter uma equipe pedagógica disposta a colaborar e um pequeno investimento nos recursos adequados.

Os projetos inovadores são ótimas ferramentas de aprendizagem. Assista nossa palestra gratuita Avaliação Escolar — Como torná-la uma ferramenta de aprendizagem e descubra de que forma ela também pode contribuir com esse mesmo propósito.

O guia sobre os projetos inovadores na escola
O guia sobre os projetos inovadores na escola