Entenda tudo sobre a ferramenta TEC Educação

TEC Educação
7 minutos para ler

As novas tecnologias estão cada vez mais presentes na sala de aula. Gamificação, conteúdos audiovisuais, uso de tablets e outras tendências já são conhecidas nas escolas mais engajadas com uma educação inovadora. No entanto, não basta investir em recursos tecnológicos.

Para que realmente haja frutos da tecnologia na educação, é importante auxiliar os estudantes a se apropriarem dela como parte de sua aprendizagem e até mesmo para sua formação integral como seres humanos. Nisso, a ferramenta TEC Educação é uma grande aliada de diretores e professores.

O objetivo do TEC é, por meio de propostas da cultura maker, ajudar as escolas a implementar um currículo pedagógico global de tecnologia. Para entender melhor o que é, como funciona e por que você deve apostar nessa ferramenta, continue a leitura!

O que é o TEC Educação?

O projeto TEC Educação — Tecnologias & Experiências Criativas, é realizado pelos desenvolvedores da Eleva Educação em parceria com escolas de todo o Brasil. Trata-se de uma ferramenta educacional baseada na cultura maker, que leva ciência, criatividade e tecnologia para as salas de aula.

Essencialmente, o TEC Educação é um espaço maker dentro de uma caixa, seguindo a proposta da Aprendizagem Baseada em Projetos (Project Based Learning). Ao se tornar parceira do TEC, a escola tem acesso a:

  • capacitações presenciais para os professores;
  • livros para os alunos e professores;
  • kit maker para as atividades orientadas;
  • aplicativo com videoaulas temáticas.

Todos os componentes do TEC Educação estão alinhados aos padrões mais recentes para o ensino básico, como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e as diretrizes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O que é o movimento maker?

O movimento maker é uma tendência mundial e definitiva, principalmente na área da Educação. Ele representa a filosofia do “Faça Você Mesmo” (Do It Yourself) e foi consolidado pelo americano Dale Dougherty — o maior entusiasta da cultura maker e também o responsável pela criação, em 2006, da primeira revista dedicada ao tema, a Makezine.

De acordo com Dougherty, o movimento é como um novo tipo de Renascença, uma nova perspectiva no jeito de lidar com processos de aprendizagem e criatividade. Em sua definição, é o ato de criar e aprender com as próprias mãos, ou seja, a partir de experiências práticas e projetos realizados em grupo.

A cultura maker na educação se apropria de conhecimentos da programação, elementos da robótica e muita curiosidade. Para dar forma aos projetos, há o uso de ferramentas clássicas, como as placas de arduino e os materiais de artesanato, até os equipamentos mais modernos, como impressoras 3D e cortadores a laser.

Como funciona a metodologia TEC Educação?

O TEC Educação traz a metodologia da Aprendizagem Baseada em Projetos. Com ela, o estudante consegue contextualizar os conhecimentos teóricos aprendidos em sala de aula e conectá-los à sua realidade, aplicando na resolução de problemas do dia a dia.

Em essência, essa metodologia de ensino envolve pensamento crítico, colaboração e troca de ideias. Normalmente, essas não são características presentes durante o ensino básico. Com currículos engessados e certa resistência a mudanças, muitas escolas ainda se atêm às aulas em que o professor fala, o aluno escuta e copia, o que prejudica a sua real absorção dos conteúdos.

Na aprendizagem baseada em projetos, normalmente há uma situação-problema interdisciplinar, sobre a qual os estudantes precisam refletir e discutir juntos para chegar a soluções. Assim, precisam pensar criticamente sobre conhecimentos teóricos, trocar experiências e adotar posturas criativas e lógicas.

É assim que os estudantes constroem competências que serão, de fato, úteis para o futuro. Assim, alguns importantes objetivos são alcançados:

  • os alunos têm um melhor aproveitamento dos conteúdos;
  • os professores conseguem trabalhar melhor com as turmas engajadas;
  • o aprendizado vai além da sala de aula e se traduz em uma formação integral dos estudantes;
  • os alunos se tornam cidadãos mais aptos a uma participação ativa e transformadora na sociedade.

Qual é a importância do TEC Educação?

A cultura maker é uma proposta multidisciplinar com um objetivo principal de estimular o compartilhamento de ideias e praticar o conhecimento. Com isso, os estudantes têm um desempenho maior, além de desenvolverem habilidades cada vez mais importantes na educação do século 21, como o raciocínio lógico e a criatividade.

Nesse sentido, o TEC Educação representa a implementação do movimento maker e da abordagem da Educação Baseada em Projetos nas escolas regulares. Além das vantagens que já citamos, veja duas das principais motivações para aderir a essa tendência pedagógica.

Melhor aproveitamento dos estudantes

Um dos impactos imediatos é o melhor rendimento dos estudantes, já que passam a ter mais autonomia e assumem o protagonismo em seus processos de aprendizagem.

De acordo com o psiquiatra norte-americano William Glasser, em seu livro Control Theory in the Classroom, nosso aprendizado pode ser esquematizado em uma pirâmide, conforme o grau de rendimento. Segundo as pesquisas realizadas por ele, nós aprendemos:

  • apenas 10% quando lemos;
  • 20% quando escrevemos;
  • 30% quando observamos;
  • 70% quando discutimos o assunto com terceiros;
  • 80% quando praticamos/fazemos;
  • e 90% quando ensinamos.

Partindo da Pirâmide de Aprendizagem de Glasser, a aprendizagem baseada em prática é muito mais efetiva do que uma aula expositiva, por exemplo, em que o aluno somente escuta o professor ou lê conteúdos teóricos. Além disso, com o desenvolvimento de projetos, os estudantes têm a oportunidade de trocar ideias.

Assim, exercitam também a discussão de conteúdos com seus colegas, praticam a aprendizagem colaborativa e, ainda, podem ensinar conceitos uns aos outros, potencializando a rendimento de todos.

Habilidades do século 21

A aprendizagem baseada em projetos vai muito além de proporcionar a assimilação de conteúdos tradicionais do conhecimento historicamente produzido pelo ser humano.

Com o TEC Educação, os estudantes também podem usufruir de todos os benefícios que associados à cultura maker, como o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, por exemplo:

  • raciocínio lógico;
  • criatividade;
  • comportamento colaborativo;
  • curiosidade;
  • análise crítica e muito mais.

Todas essas características fazem parte das propostas mais recentes no ensino básico, inclusive, presentes nas competências gerais da BNCC.

TEC em casa

Para não deixarmos nossos alunos desamparados durante a quarentena, vamos levar o TEC até eles!

Por isso, lançamos o TEC em casa. Um projeto composto por videoaulas gratuitas, ministradas pela nossa equipe, com atividades mão na massa, que ensinam os conceitos de ciência e tecnologia utilizando apenas materiais que estão disponíveis no dia a dia da maioria das casas do nosso país.

A cada semana iremos disponibilizar 03 aulas de níveis diferentes, uma destinada aos alunos do 1º e 2º anos, outra destinadas aos alunos do 3º, 4º e 5º anos, e por fim mais uma destinada aos alunos dos anos finais.

E a primeira videoaula já está no ar no nosso canal do youtube.

Enfim, entendeu por que e como implementar a tecnologia na educação com o TEC Educação? A ferramenta representa grandes impactos não só na formação dos estudantes, mas também no estabelecimento de uma escola alinhada às demandas da atualidade e ao futuro da educação.

Gostou do conteúdo? Então, divulgue o post com essas importantes ferramentas sobre o TEC Educação nas suas redes sociais!

 

 

 

seja uma escola parceiraPowered by Rock Convert