Tendências pedagógicas: o que o professor precisa acompanhar?

tendências pedagógicas
6 minutos para ler

Conhecer as diferentes tendências pedagógicas é fundamental na prática docente. Esse fator contribui para o desenvolvimento de uma atuação mais consciente e baseada nas principais demandas de aprendizagem.

Sendo assim, o conhecimento das perspectivas de ensino é um passo imprescindível para alcançar uma educação de qualidade e que seja significativa para os estudantes. Nesse sentido, todo o processo educativo deve ser estruturado com base nas necessidades de cada contexto escolar.

Para isso, no decorrer desta leitura, você saberá quais são as principais tendências pedagógicas que o professor precisa acompanhar para se manter atualizado. Confira a seguir!

Tendências pedagógicas: o que o professor precisa acompanhar?

O surgimento das tendências pedagógicas

As tendências pedagógicas foram formuladas ao longo dos anos por diversos teóricos, baseadas sobretudo na visão que tinham sobre o contexto histórico. O maior objetivo, com isso, foi o de elaborar sistemas de ensino compatíveis com as demandas observadas em cada âmbito social.

Ter consciência das dimensões da prática docente permite possibilidades mais amplas de superação das dificuldades presentes no cotidiano escolar. Dessa forma, é possível transpor diversos obstáculos, com criatividade e eficiência — desenvolvendo um trabalho muito mais qualificado, responsável e significativo.

A chamada educação 4.0 e as tendências no ensino, por exemplo, é um conceito que pretende trazer a tecnologia para a sala de aula por meio das principais mídias digitais. Além disso, é possível transmitir novos conhecimentos e habilidades aos alunos de maneira a prepará-los para os desafios das profissões e do mercado de trabalho.

Sendo assim, é preciso guiar a formação educativa para uma postura autodidata, ou seja, que tenha como meta a aprendizagem criativa e a troca de experiências de forma mais colaborativa. Assim, a escola passa a ter a responsabilidade de orientar os discentes para que sejam pessoas críticas e questionadoras diante da realidade, promovendo autonomia para a produção do conhecimento.

As principais tendências pedagógicas

De maneira geral, as tendências pedagógicas podem ser classificadas em duas grandes linhas de pensamento: liberal e progressista. Elas servem como apoio para a prática de ensino e devem ser utilizadas para o aperfeiçoamento da docência, de acordo com cada situação e contexto.

Ambas as tendências têm o intuito de preparar os alunos para a vida em sociedade, no entanto, cada uma apresenta uma forma de organização diferenciada. Veja a seguir quais são as principais características de cada vertente da educação.

Liberais

A tendência liberal parte do pressuposto de que os estudantes devem ser preparados para assumir determinados papéis sociais, considerando suas maiores aptidões e habilidades. Desse modo, ela pode ser dividida em tradicional, renovadora progressiva, renovadora não-diretiva e tecnicista.

Tendências pedagógicas: o que o professor precisa acompanhar?

De acordo com o pensamento liberal, a escola deve assumir o preparo intelectual e moral dos discentes, perpetuando a divisão das classes sociais. Portanto, a aprendizagem ocorre tendo a figura do professor como facilitador. Ele deve analisar quais são os melhores métodos para que o processo pedagógico ocorra da melhor forma para todos os envolvidos.

Geralmente, os conteúdos curriculares são repassados por meio de informações ordenadas por uma sequência lógica e psicológica, tendo a ciência objetiva como base. As metodologias de ensino também apresentam maior equilíbrio entre as demandas educativas e os valores sociais vigentes. Com isso, o docente passa a administrar todo o processo, garantindo maior eficiência em relação à transmissão das disciplinas.

Progressistas

Já a tendência progressista é classificada em libertadora, libertária e crítico-social dos conteúdos. Essa pedagogia parte justamente de uma análise crítica das realidades sociais, sustentando as finalidades sociopolíticas da educação. Paulo Freire, por exemplo, foi o seu principal autor, propondo um processo de ensino baseado na transformação da sociedade.

Nesta vertente, portanto, a escola tem a função social de ser um espaço onde professores e alunos tenham uma relação sustentada na autogestão, sendo que o docente é considerado um orientador do conhecimento. Geralmente, as atividades realizadas são relacionadas à prática cotidiana vivenciada pelos estudantes, sempre de acordo com os conteúdos curriculares propostos em sala de aula.

Assim, ambos os envolvidos são sujeitos ativos do processo de aprendizagem, promovendo uma vivência significativa e relações muito mais efetivas. A troca de experiência em torno da prática social é um dos aspectos mais notórios da tendência progressista, justamente em razão das relações ocorrerem de igual para igual.

A relação das tendências pedagógicas e a prática docente

O processo educacional constantemente é alvo de discussões que motivam sua evolução em inúmeros aspectos, principalmente no que diz respeito à utilização das metodologias de ensino. As novas formas de educação, portanto, desenvolveram-se de acordo com a ideia de aprender praticando, ou seja, os estudantes são instruídos a serem protagonistas de sua aprendizagem.

Assim, o conhecimento das tendências pedagógicas é de suma importância para os professores, que devem direcionar o seu trabalho de modo a contribuir para a produção de uma docência mais bem estruturada, significativa e interessante para os alunos. Isso porque a escola deve ser um local atrativo que consiga atender adequadamente às principais necessidades curriculares.

Com a presença cada vez mais preponderante da tecnologia no ambiente escolar, por exemplo, ocorreu o aprimoramento de um modo de pensar menos autoritário, no qual os docentes e a unidade de ensino devem estar comprometidos de forma responsável com o processo de aprendizagem.

Com isso, é possível tornar a sala de aula um espaço de relevância para a consolidação do conhecimento, tornando a vivência social um requisito de suma importância para o desenvolvimento educativo. Desse modo, as tendências podem oferecer inúmeras contribuições, principalmente em relação à melhoria das práticas e ao aperfeiçoamento da transmissão dos conteúdos curriculares.

Conhecer as tendências pedagógicas é um passo imprescindível para a atuação docente, que deve estar em constante atualização. As perspectivas apontam que a educação deve ser, antes de tudo, questionadora e contestadora das formas mais tradicionais de lecionar. Com isso, será possível desenvolver uma aprendizagem muito mais voltada para a transformação social e política dos alunos, preparando-os adequadamente para os desafios da sociedade e do mercado de trabalho.

Gostou do conteúdo? Então, aproveite e compartilhe o post em suas redes sociais para que seus amigos também fiquem por dentro do assunto!

Tendências pedagógicas: o que o professor precisa acompanhar?
Tendências pedagógicas: o que o professor precisa acompanhar?