Volta às aulas: 6 dinâmicas para fazer em sala de aula!

6 dinâmicas para fazer para sala de aula na volta às aulas
7 minutos para ler

A volta às aulas é sempre um momento desafiador para os professores, já que é comum que os alunos estejam em um ritmo mais lento ou agitados com as novidades e histórias que aconteceram durante as férias. Nesse cenário, as dinâmicas para sala de aula são uma ótima forma de cativar a atenção dos estudantes e ajudá-los nesse processo de readaptação à rotina escolar.

Por vezes, o formato tradicional de aula pode ser monótono para os discentes, o que reduz o engajamento da turma. Na fase de retorno às aulas, em que ocorre o acolhimento dos discentes, é imprescindível adotar métodos que os deixem à vontade e desenvolvam o sentimento de pertencimento ao ambiente escolar desde o primeiro dia em que entram na sala de aula.

Quer deixar esse período mais divertido? Neste post, vamos mostrar as principais dinâmicas para a volta às aulas. Confira!

1. Seja bem-vindo

Como o próprio nome diz, o objetivo da dinâmica é dar as boas-vindas aos alunos por meio da socialização, que podem ser da Educação Básica e até do Ensino Médio. Ela é bem simples, e para fazê-la o professor só vai precisar de um novelo de lã.

A ideia é que o primeiro aluno que chegar à sala pegue na ponta do novelo. Quando os outros forem chegando, também vão pegar outra parte do fio de lã e depois sentar em seus lugares, formando uma espécie de emaranhado na sala de aula.

O último estudante deve se levantar e enrolar o novelo até chegar ao outro discente, ao qual deve dar um abraço e falar ‘’seja bem-vindo!’’. A dinâmica ajuda a criar um clima amistoso entre a turma desde o primeiro contato.

2. Meu colega de turma

Falar em público pode ser assustador para as crianças e adolescentes, principalmente para aqueles que são novatos na escola. Porém, se um colega de turma se dispuser a apresentá-los essa etapa se torna bem mais fácil. E é exatamente isso que a dinâmica ‘’Meu colega de turma’’ propõe, ou seja, um estudante vai apresentar o outro.

A finalidade da atividade é quebrar o gelo, além de estimular a interação e estabelecimento de laços entre os alunos, uma vez que um vai conhecer os gostos e preferências do outro. Ela também pode ser aplicada para o Ensino Fundamental e até mesmo para o Ensino Médio.

Para essa dinâmica, o educador vai precisar de papéis com perguntas, tais como:

  • Qual é o seu nome?
  • Qual é a sua idade?
  • Qual o seu livro preferido?
  • Qual canal no YouTube gosta de assistir?
  • Qual o seu filme preferido?
  • Qual esporte gosta de praticar?

Separe os alunos em duplas e entregue os papéis com as perguntas. Avise-os que eles têm dez minutos para que ambos respondam os questionamentos e deixe claro que, caso queiram, também podem fazer as suas próprias perguntas. Após o período determinado, cada estudante deve apresentar a sua dupla.

 3. Sala de aula receptiva

Os primeiros dias de aula contam muito para o processo de adaptação dos alunos, logo, deixar o ambiente mais receptivo faz toda a diferença para cativá-los. Nesse sentido, os educadores podem apostar na sala de aula receptiva, que auxilia a conectar o corpo e a mente a partir de uma proposta que tira a turma da monotonia.

Volta às aulas: 6 dinâmicas para fazer em sala de aula!

Os materiais utilizados podem ser variados, como uma amarelinha desenhada em papelão e barbante para fazer uma cama de gato. Na porta de entrada, você pode montar a cama de gato para acrescentar um desafio à forma como o aluno entra na sala, tornando o momento mais divertido. O próximo passo é colocar a amarelinha para que os estudantes pulem e possam ir para as suas carteiras.

Com essa dinâmica, pode-se modificar o padrão de como os discentes são recebidos na escola no primeiro dia de aula. Ela é ideal para as crianças da Educação Básica, que adoram explorar novidades e brincar ao mesmo tempo.

4. Comparação das semelhanças

A empatia é indispensável para que os discentes possam se desenvolver em uma comunidade escolar saudável. Pensando nisso, é indicado fazer a dinâmica de comparação das semelhanças que contribui para que os colegas conheçam uns aos outros e identifiquem características parecidas — fator que pode gerar proximidade e novas amizades. Essa opção cai muito bem para o Ensino Fundamental e Médio.

Forme pequenos grupos, com três a quatro integrantes. Em seguida, reserve um tempo para que conversem entre eles e escrevam em uma folha quais são as características semelhantes que possuem, que podem ser desde o bairro em que residem até o gênero musical preferido. Por fim, cada grupo apresenta as afinidades encontradas e debate sobre elas com o restante da turma.

5. Contrato de boa convivência

Em única turma há diferentes perfis de alunos, com comportamentos e desejos variados. Prezar pela harmonia entre eles, apesar de suas diferenças, é crucial para que se desenvolvam plenamente. Isso pode ser feito com a dinâmica da boa convivência, que pode ser aplicada para alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, cujo foco é engajar os estudantes em relação às regras ideais para manter o respeito no dia a dia na escola.

Sendo assim, o professor deve reunir a turma e convidá-la a pensar sobre quais seriam as regras essenciais para que todos possam conviver bem. Peça para que cada aluno dê uma ideia, como resolver conflitos com diálogos, enquanto você as anota no quadro e depois faz uma votação para escolher as mais interessantes. Na sequência, educador e alunos constroem um contrato com essas ‘’cláusulas’’, que será usado como referência para resolver qualquer questão que surgir ao longo do ano.

6. União com balões

Alunos unidos aprendem melhor, já que tendem a cooperar mais entre si. Para incentivar essa parceria, uma alternativa interessante para todos os segmentos de ensino é a dinâmica da união com balões, que mostra para turma que todos podem ser mais bem-sucedidos em uma tarefa quando trabalham em conjunto.

O único material utilizado nessa atividade são balões de aniversário. Afaste as carteiras e peça para que os estudantes fiquem em pé, formando uma roda. Entregue um balão para cada um, solicite que os encham e os amarrem com um nó.

Ao comando do professor, os discentes devem lançar o balão e mantê-los no ar empurrando-os para cima, o que inicialmente será fácil. Conforme for passando o tempo, retire alguns alunos da roda, fazendo com que os que sobraram continuem mantendo o balão de quem saiu no ar — condição que vai dificultando a atividade. Por último, reflita com a turma sobre a importância da cooperação para um bom desempenho coletivo.

Promover um primeiro dia de aula descontraído é essencial para que os alunos interajam, se divirtam e — o mais importante — se sintam verdadeiramente acolhidos pela escola. A adoção de dinâmicas para sala de aula é um excelente recurso para o retorno das férias, já que facilita a integração entre os estudantes e de modo geral ajuda a integrar a turma. Com o suporte da Plataforma Eleva, a escola pode ter acesso a práticas inovadoras para esse processo tão importante.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre educação? Siga as nossas redes sociais e acompanhe conteúdos exclusivos. Encontre-nos no Facebook, YouTube, LinkedIn e Instagram.

Volta às aulas: 6 dinâmicas para fazer em sala de aula!